Últimas

CRISE NA SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DO AMAZONAS

Com desfalque de carros nas ruas, viaturas da polícia são flagradas paradas em galpão de empresa em Manaus após término de contrato



Os carros que eram usados pela polícia do Amazonas, modelo pick-ups, foram flagrados parados no galpão da empresa CS Brasil, que teve o contrato encerrado com a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas. Acontece que, enquanto não há uma previsão de um novo processo licitatório para locação de novos veículos, o término das partes reflete nas ruas com a diminuição da frota usada pelos policiais.



A CS Brasil, que era uma das empresas terceirizadas pelo governo para locação de veículos das polícias do Amazonas, informou que a partir da vigência do contrato de 2015, que se encerrou no dia 2 de março, foi protocolado um ofício solicitando à SSP-AM a devolução das 131 viaturas, além de veículos reserva. De acordo com a empresa, 58 viaturas já tinham sido recolhidas.

O contrato foi prorrogado 18 vezes, segundo autos publicados no Portal da Transparência da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-AM). A CS Brasil informou que, com o encerramento definitivo do contrato, assim como qualquer outra locadora, os carros continuam a ser de propriedade da empresa e podem ter outra utilidade que cabe a locatária resolver.


A Secretaria de Segurança do Amazonas tem informado que está sendo feito um remanejamento e redistribuição de viaturas enquanto é realizado o processo licitatório para locação de novos veículos. E esse processo ainda está em trâmite no Centro de Serviços Compartilhados (CSC).

Na manhã desta quinta-feira (25), o G1 constatou dezenas de viaturas pick-ups recolhidas paradas no galpão da empresa CS Brasil, na Avenida Noel Nutels.

O remanejamento feito pela SSP-AM tem desfalcado unidades de polícias em Manaus. Na tarde da segunda-feira (22), o G1 apurou que a 28ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), na Colônia Antônio Aleixo, Zona Leste de Manaus, estava sem viaturas. Isso aconteceu devido ao Comando do Policiamento Metropolitano da PMAM ter recolhido duas viaturas dessa Cicom, conforme foi informado por policiais.

Além disso, a denúncia relatava que uma terceira viatura da 28ª Cicom foi retirada por problema na suspensão e uma quarta foi guinchada com pane elétrica e falta de freio.

Ou seja, com o recolhimento das viaturas pick-ups de unidades especializadas - como a Força Tática e Rondas Ostensivas Cândido Mariano, entre outras, - as Cicoms de bairros estão sendo afetadas. Os carros que são usados para o patrulhamento em bairros estão sendo levados inclusive para o interior, que também teve veículos recolhidos pela empresa.

Ainda na segunda-feira (22), as Companhias Interativas que integram a Zona Leste de Manaus operaram com a quantidade de viaturas menor que o recomendável. Segundo a polícia, o ideal é que cada Cicom monte um serviço com pelo menos cinco viaturas.

No entanto, levantamento feito em unidades da Área Leste com o Comando de Policiamento indicou que uma quantidade menor de carros estava em circulação:

4ª CICOM: 2 viaturas;_


14ª CICOM: 2 viaturas;


*_11ª CICOM: 3 viaturas;


25ª CICOM: 2 viaturas;


30ª CICOM: 3 viaturas;


28ª CICOM: 1 viatura;


29ª CICOM: 2 viaturas.


Policiamento no interior também afetado

A polícia do interior do Estado recebeu informativos de superiores sobre o término do contrato com a empresa que fornecia viaturas para municípios. Os policiais ficaram cientes que a empresa passou a mandar funcionários para recolherem os carros alugados em unidades.

Porém, os policiais ainda terão disponíveis outros modelos de carros alugados por empresas diferentes. Somente no interior do Amazonas, 45 viaturas modelo S10 tipo Pick-Up começaram a ser recolhidas desde o dia 17 de março pelas empresas com o término do contrato. O G1 teve acesso a um documento que específica os municípios, total de viaturas recolhidas e a data prevista.

45 viaturas modelo S10 tipo Pick-Up começaram a serem recolhidas desde quarta-feira (17)


Com o recolhimento desses carros que a polícia usava no interior, o remanejamento afeta as unidades de Manaus. O G1 teve acesso a outro documento que mostra a quantidade de carros que foram recolhidos de Cicoms para suprir o que foi retirado do interior.

Está complicando cada vez mais. Tivemos que mandar apresentar viaturas que foram para o interior e desfalcou nossas unidades. Tem unidade nossa com apenas duas viaturas. Às vezes temos que pedir viatura emprestada de outras Cicoms. Além de pouca viatura, as atuais estão em péssimas condições devido ao uso diário é normal desgaste das mesmas", comentou um policial.


Contrato encerrado

O contrato entre a CS Brasil Transportes de Passageiros e Serviços e a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) encerrou no dia 2 de março deste ano. O acordo que durou cinco anos era referente ao aluguel de 131 carros tipo Pick-Up. Com o encerramento, os carros já começaram a ser recolhidos e isso afeta no policiamento ostensivo nas ruas.

Segundo o Portal da Transparência da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-AM), o objeto do contrato era a locação de 131 viaturas policiais caracterizada tipo Pick-Up. Ainda de acordo com a Sefaz, o valor mensal do contrato era de cerca de R$ 1,1 milhão. O valor do aluguel de cada viatura era R$ 8.527,90 por mês, segundo consta em contrato.



Fonte: G1

Nenhum comentário