Últimas

Idoso poderá plantar maconha no quintal para uso medicinal


Um idoso de 80 anos que mora em um município na região Noroeste de Minas Gerais recebeu autorização do Tribunal de Justiça para o plantio, o cultivo, a extração, a posse e o uso exclusivo do óleo das plantas de Cannabis sativa l, a maconha, para fins medicinais. Em sua casa, ele poderá cultivas apenas a quantidade necessária para dar continuidade ao seu tratamento.


A decisão, em caráter liminar, é do dia 24 de fevereiro. Em 2017, ele sofreu um acidente vascular cerebral que acarretou em várias sequelas. O idoso também sofreu tromboembolismo devido à arritmia cardíaca e foi diagnosticado com câncer.


A partir de 2020, devido ao seu estado de saúde, o paciente não pôde mais realizar procedimentos cirúrgicos ou continuar com a radioterapia ou quimioterapia. Diante disso, foi receitado o uso do extrato da Cannabis como acréscimo à medicação já utilizada.


Ele teve uma melhora significativa em seu estado de saúde depois que passou a usar o óleo. Com isso, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) liberou a compra e a importação de produtos com a substância. Como a família não tem recursos para obter o medicamento, devido ao seu alto custo, a solução foi realizar o plantio em casa.


A substância não poderá ser fornecida ou vendida a outras pessoas. A Justiça permitiu que a filha dele ajude no processo de plantio. Ambos devem permitir o acesso da polícia ao imóvel, em caso de eventual fiscalização.






 Fonte: noticias.r7

Nenhum comentário