Últimas

Profissionais da segurança pública atuantes na linha de frente contra a Covid-19 começam a ser imunizados

 Durante a semana, a aplicação da vacina será realizada das 9h às 16h, exclusivamente no posto do Sambódromo


Com o compromisso de garantir a proteção dos profissionais da área de segurança pública atuantes nas linhas de frente de combate à Covid-19, o Governo do Amazonas iniciou, neste domingo (28/03), a vacinação contra a Covid-19 para este público específico no Centro de Convenções Professor Gilberto Mestrinho – Sambódromo. A ação tem como meta alcançar 500 trabalhadores do ramo por dia.

Neste primeiro momento, os agentes da área de segurança que estão no regime de teletrabalho ou serviço administrativo não serão imunizados. O secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Louismar Bonates, destacou os critérios de vacinação nesta etapa.

 “O critério principal será para os policiais que estão na linha de frente, aqueles policiais que trabalham na rua, que diariamente se dedicam não só no policiamento, mas também no apoio à saúde, carregando cilindros, organizando filas, dando apoio àqueles que necessitam”, pontuou Bonates.



Agentes
 

Nesta primeira fase devem ser contemplados cerca de cinco mil servidores da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), Defesa Civil e da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).

Com oito tendas para a vacinação, a equipe de vacinadores será composta por profissionais da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), que terão apoio do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar do Amazonas. Durante a semana, a aplicação da vacina será realizada das 9h às 16h, exclusivamente no posto do Sambódromo.


Motivação 

Contagiado pela emoção do tão aguardado momento da vacinação, José Leite, que é agente de trânsito do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot), esteve no Sambódromo para ser vacinado e falou sobre a expectativa dele.

A expectativa sempre foi muito grande até porque nós estamos na rua constantemente trabalhando para salvar vidas no trânsito, então é assim, a partir de agora estou mais tranquilo para poder trabalhar e continuar servindo ao estado do Amazonas, como a gente sempre vem fazendo no Neot”, afirmou o servidor.


Garantia de proteção 

O início da vacinação dos agentes atuantes na segurança pública traz a garantia de proteção para que eles deem continuidade ao trabalho desempenhado, como explica Elda Laura, combatente da guarnição do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas.

Independentemente de a gente ter sido vacinado ou não, estávamos desempenhando nossa função com afinco e dedicação. Quando a gente gosta, a gente desempenha. Agora, com certeza, a gente tem mais um respaldo, a gente não tem mais porque ficar com receio de alguma coisa. Vamos esperar a segunda dose, que é para então finalizar de vez essa situação”, concluiu Elda Laura.


Programação 

 A vacinação das forças de segurança não irá comprometer a programação dos grupos prioritários definidos no PNI. De acordo com a Fundação de Vigilância em Saúde será utilizada a reserva técnica de 5% destinada ao Amazonas, que é armazenada para cobrir possíveis perdas na vacinação dos grupos prioritários. Para o público da segurança, será usado o saldo remanescente dos grupos já vacinados.

A SSP enviará, diariamente, uma lista para a FVS com os nomes dos profissionais aptos a tomarem a primeira dose da vacina. Os profissionais podem consultar o setor administrativo da sua unidade para verificar se o nome consta na lista.



FOTOS: Lucas Silva/Secom.



Nenhum comentário