Últimas

Mãe de Henry diz ter sofrido agressões de Jairinho




A pedagoga Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel, falou para interlocutores nos últimos dias que também era agredida pelo vereador Jairo Souza Santos, o Dr. Jairinho, seu namorado. A Polícia Civil do Rio já foi informada sobre esses novos relatos de Monique para pessoas próximas, admitindo que sofria violência doméstica. 


A pedagoga está presa no Instituto Penal Ismael Sirieiro, em Niterói, cidade da região metropolitana do Rio de Janeiro.


Apesar do relato de Monique a pessoas próximas ter chegado à polícia, os investigadores ainda terão que confirmar os relatos. Monique e o vereador tiveram a prisão decretada pela juíza Elizabeth Louro, do 2º Tribunal do Júri. Eles são investigados pelo assassinato de Henry e foram presos pela acusação de estarem atrapalhando as investigações.


No novo depoimento da babá de Henry, ontem a funcionária admitiu que Jairo e Monique brigavam de maneira constante e que chegou a ver os dois arrumando malas para sair de casa.


No presídio, há um clima de muita revolta entre as demais presas. Ela chegou à unidade na quinta-feira (8) ouvindo gritos em coro "uh, vai morrer". Ela está isolada e deve permanecer assim por um longo período por medidas de segurança.


Ainda de acordo informações, as ex namoradas de Jairinho  admitiriam que foram agredidas pelo vereador Ana Carolina Ferreira Netto, ex-mulher de Jairinho, relatou uma agressão em 29 de dezembro de 2013.



Com informações noticias.uol

Nenhum comentário