Últimas

Plano de Monitoramento e Avaliação deve melhorar a atenção primária à saúde

Prefeitura de Manaus deu início aos estudos para melhorar os indicadores de atenção à saúde no município. Técnicos da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) realizaram, na manhã desta quinta-feira, 8/4, a primeira reunião do Grupo de Trabalho Intersetorial, que irá elaborar o Plano de Monitoramento e Avaliação, para qualificar os serviços oferecidos à população manauense.



O grupo terá um prazo de 30 dias, estabelecido pelo subsecretário de gestão da Saúde, Djalma Coelho, para concluir o plano e começar a aplicação prática. “Trabalhar pela melhoria da qualidade do serviço ofertado aos usuários da rede de saúde municipal é uma das diretrizes da gestão do prefeito David Almeida. Vamos usar esse prazo de 30 dias para planejar e, em seguida, colocar em prática para que possamos ver os resultados, com a oferta de um serviço cada vez mais qualificado e resolutivo”, explica Djalma.

O plano será elaborado pelos servidores das áreas técnicas e diretores dos distritos de saúde, sob a coordenação do Departamento de Atenção Primária (DAP).

Na primeira reunião, os integrantes do grupo de trabalho tiveram acesso a informações atualizadas sobre a estrutura organizacional da Semsa e as novidades sobre o financiamento da saúde municipal. “Houve mudança nos critérios utilizados pelo governo federal, para financiamento da saúde nos municípios, e isso precisa ser levado em conta na construção desse plano”, explica a diretora do DAP, Sonja Farias.

Ela ressalta que os novos critérios levam em conta a qualidade das informações cadastradas nos sistemas de saúde, que o pagamento é feito com base nos desempenhos e há incentivos para quem alcança os melhores indicadores. “São informações que precisam ser levadas em consideração na construção do plano. Trata-se da captação de recursos, para execução das ações, e sem recurso não é possível prestar um serviço de qualidade e ter bons indicadores na área da Saúde”, detalha Sonja.

Para trabalhar na construção do plano, o grupo de trabalho irá se reunir duas vezes na semana. No primeiro momento irá avaliar os indicadores de saúde de Manaus, construir hipóteses de solução para melhorar esses indicadores e avaliar a viabilidade de execução dessas hipóteses.

A segunda parte do trabalho consiste na elaboração de uma proposta integrativa, na definição de como será feito o monitoramento da execução do plano e estabelecimento dos critérios, para avaliação mensal dos resultados. A última parte do trabalho será a elaboração do relatório final, com a apresentação dos resultados obtidos com a execução do plano.

“Nossa previsão é finalizar esse trabalho na primeira semana de setembro, quando queremos estar com o relatório em mãos, mostrando o resultado das nossas ações e verificando onde tivemos sucesso e o que precisamos melhorar”, conclui Djalma.

— — —

Texto – Francismar Lopes / Semsa

Fotos – Divulgação / Semsa

Nenhum comentário