Últimas

Central Integrada de Fiscalização fecha bar com mais de 300 pessoas na zona leste

 


Entre a noite de sexta-feira (30/04) e a madrugada de hoje (1º/05), agentes da Central Integrada de Fiscalização (CIF) vistoriaram nove estabelecimentos, entre bares e festas clandestinas que descumpriam o decreto governamental, promovendo aglomerações. Durante a ação, um bar com mais de 300 pessoas foi fechado. As ações ocorreram nas zonas sul, centro-sul e leste de Manaus. Ainda durante as fiscalizações, duas pessoas foram detidas e conduzidas à delegacia. 



Quatro dos nove locais fiscalizados foram interditados pela CIF. O bar Cervejaria 161, localizado na rua Simão Bolívar, Centro da cidade, foi interditado pelo Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM), e notificado pelo Corpo de Bombeiros, por irregularidades como a de funcionar como bar na modalidade principal, o que está proibido. Na mesma rua, o bar The Garden também foi autuado pelo Procon por aglomeração.



Ainda no Centro de Manaus, na rua São Clemente, o bar do Seu Zé foi interditado pela Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus), e notificado pelo Corpo de Bombeiros, por estar funcionando como bar na modalidade principal, entre outras irregularidades.



Já na zona leste, na avenida Itacolomy, bairro Armando Mendes, dois estabelecimentos foram interditados. No momento da chegada dos fiscais, mais de 300 pessoas estavam no bar pub Amor Eu Vou Dormir. O bar funcionava com som ao vivo e foi interditado pela Visa Manaus. Na mesma avenida, o Bar Blue Night também foi fechado pela Visa Manaus por irregularidades e por estar com pessoas além da capacidade do local. Os donos dos bares foram conduzidos à central de flagrantes deste tipo de ocorrência, que funciona na Delegacia Geral.



A fiscal sanitária Luciana Fares, da Visa Manaus, disse que a maioria dos estabelecimentos vistoriados estavam promovendo aglomeração de pessoas. “Recebemos uma denúncia, na zona leste, de dois estabelecimentos que estavam promovendo festas. Com a chegada da CIF, constatamos a veracidade da denúncia e encerramos as festas. Os donos dos estabelecimentos foram encaminhados à Delegacia Geral”, salientou a fiscal. 



Ação conjunta – A CIF, coordenada pela SSP-AM, conta com apoio das polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus), Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) e do Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM).



Denúncias – Delações referentes a estabelecimentos comerciais ou festas clandestinas, que descumprem decreto governamental ou apresentem outras irregularidades, podem ser feitas ao 190 ou ao 181, o disque-denúncia da SSP-AM.


FOTOS: Carlos Soares/ SSP-AM


Nenhum comentário