Últimas

CPI: Omar diz que ‘nunca houve compromisso’ na compra da vacina

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), afirmou neste sábado (15) que, de acordo com a apuração da comissão após duas semanas de depoimentos, "nunca houve o compromisso" na compra de vacinas contra o coronavírus.


A declaração do senadoro aconteceu durante entrevista à GloboNews. Para Aziz, todos sabem que houve "erro" na condução da pandemia no Brasil, como a defesa de governo por remédios sem eficácia e de teses equivocadas de imunidade de rebanho e isolamento vertical.

"Vejo, pelo que nós já apuramos, pelo que eu estou vendo nos depoimentos, nunca houve o compromisso da compra da vacina. Sempre se tratou das questões da cloroquina, da ivermectina, e de protocolos. E aí é importante saber que o próprio ministro Pazuello esteve em Manaus, no momento de maior dificuldade que nós passamos na história do Amazonas, ele esteve aqui. E aqui tem protocolo que até hoje é cumprido, em unidade básica de saúde, de Manaus, e do interior, daquele kit Covid", afirmou.

Questionado sobre a decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que concedeu a Pazuello o direito de ficar em silêncio em depoimento à CPI da Covid, Omar declarou que a decisão judicial tem de ser respeitada, mas que a comissão procurará a verdade "não só através do depoimento do ex-ministro, mas de um conjunto de fatores". concluiu.

Nenhum comentário