Últimas

Fiscalização impede avanço de foco de invasão em área de preservação no Santa Etelvina

Nesta segunda-feira, 17/5, um novo foco de ocupação irregular foi combatido com ações de retirada e demolição na zona Norte, em Área de Preservação Permanente (APP) na rua Paxiúba, no bairro Santa Etelvina, nas proximidades do residencial Manauara 2. A operação foi realizada pela fiscalização da Prefeitura de Manaus, em parceria com o Grupo Integrado de Prevenção às Invasões em Áreas Públicas (Gipiap).


“A diretriz política é de tolerância zero para invasão de áreas de preservação e de áreas públicas, coibindo a prática criminosa e contando com o apoio de denúncias da população. Esse é o caminho para garantir o crescimento ordenado da cidade, enquanto a gestão do prefeito David Almeida acelera os processos de regularização fundiária e busca recursos para novos projetos habitacionais”, disse o diretor-presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), engenheiro Carlos Valente.

No momento da operação não havia invasores no local, mas foram encontradas estruturas de barracos, cobertas com telhas, lonas e várias marcações com cerca e fita zebrada. Muito lixo, árvores derrubadas, corte de desmatamento e promoção de queimadas constantes fizeram parte do cenário encontrado nessa ocupação irregular no bairro.

De acordo com o vice-presidente de Habitação e Assuntos Fundiários (Vpreshaf), Renato Queiroz, o trabalho é preventivo e neste caso teve uma ação bem rápida, ainda no início da marcação de futuros lotes pelos invasores.

“Recebemos a informação de que havia foco de invasão na área de preservação e imediatamente acionamos o grupo para montar ação integrada de fiscalização e controle. Infelizmente o problema é contínuo, mas estamos em constante monitoramento para manter as áreas protegidas de crimes ambientais”, explicou Queiroz.

Participaram do trabalho as equipes do Batalhão de Policiamento Ambiental da Polícia Militar, Implurb, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Superintendência Estadual de Habitação (Suhab) e Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM).

 

 

— — —

Texto – Claudia do Valle / Implurb

Fotos – Divulgação / Implurb

 

Nenhum comentário