Últimas

Polícias Civil do Amazonas e de Goiás prendem estelionatário que aplicou golpe em idosa

Vítima teve um prejuízo de R$ 5,5 mil


A Polícia Civil do Amazonas (PC–AM), por meio do 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP), juntamente com a Polícia Civil de Goiás (PC-GO), por meio do Grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Gref/Deic), prendeu, na tarde de quinta-feira (24), por volta das 17h, Victor Hugo Santos, de 24 anos, por estelionato mediante fraude eletrônica e associação criminosa. A vítima é uma idosa de 70 anos, residente em Manaus, que teve um prejuízo de R$ 5,5 mil. O infrator mora no estado de Goiás.

De acordo com a delegada Deborah Barreiros, titular do 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP), na ocasião do crime, que ocorreu na terça-feira (22/06), Victor, utilizando a fotografia do filho da vítima, enviou mensagens via aplicativo de mensagens instantâneas a ela, solicitando depósito de R$ 5,5 mil.

“Por não dispor de dinheiro naquele momento, a idosa recorreu a duas outras filhas, que transferiram o dinheiro para o infrator, atendendo ao pedido feito pela mãe. Apenas na quarta-feira (23/06), ao conversar com o verdadeiro filho, a idosa percebeu que havia caído em um golpe”, explicou Barreiros.

Após o registro da ocorrência, tomada de declaração e entrega dos comprovantes de transferência, as equipes de investigação do 19° DIP, entraram em contato com o Gref/Deic de Goiás, que logo partiram no intuito de identificar e localizar Victor. Ele foi encontrado em um residencial na cidade de Goiânia.

Ainda conforme a autoridade policial, durante as investigações, descobriu-se que o indivíduo já praticava, pelo menos, dois outros crimes envolvendo golpes de estelionato por meio virtual, sempre com vítimas em outros estados brasileiros.

Procedimentos

Victor foi autuado por estelionato mediante fraude eletrônica e associação criminosa. Ele foi recolhido ao presídio daquele estado e encontra-se à disposição da Justiça. As investigações continuam para identificar outros indivíduos que tenham sido beneficiados no esquema criminoso.

Nenhum comentário