Últimas

Casagrande diz que Neymar é ’súdito’ de Bolsonaro e detona jogador

Walter Casagrande criticou Neymar por ter xingado alguns brasileiros que torcem contra a Seleção e a favor da Argentina. Amanhã, o Brasil disputará a final a Copa América contra a Argentina.

Em sua coluna no 'GE', Casagrande ironizou o patriotismo de Neymar e o comparou com Bolsonaro. O comentarista ainda disse que o atacante era ‘súdito’ do presidente.

Mais de 500 mil mortos no país pela covid-19, governo negacionista que não comprou a vacina quando deveria para poder salvar vidas, escândalo da 'rachadinha' com a família Bolsonaro, violência policial nos morros do Rio matando crianças e muitas pessoas inocentes... Nada disso deixa o 'patriota' Neymar bravo. Mas, se falarem que vão torcer contra a seleção, porque o Messi é o maior ídolo da garotada brasileira, isso irrita muito", iniciou.

Casagrande disse ainda que Neymar se tornou um jogador  “antipático, debochado e desrespeitoso”.

"Desta vez, o presidente Jair Bolsonaro e seu súdito Neymar deixaram os argentinos motivados para essa final porque, como os dois não respeitam ninguém, falaram coisas que transformaram essa partida como a mais importante da história para os nossos vizinhos.”, disse.

“Nós estamos com problema até a testa, pra cima da cabeça, com gente morrendo, discussão de vacina, e ele não fica bravo com isso, ele não fica bravo com as pessoas que morrem por causa de incompetência do governo Bolsonaro, ele não fica bravo sou eu quando vejo isso”.

“O Neymar poderia simplesmente não gostar das pessoas que vão torcer pela Argentina e falar isso, mas palavrão, ofensa e ser agressivo? Ele se comporta e ele fala com a mesma agressividade e grosseria com que fala o presidente Jair. É a mesma coisa, do mesmo jeito. Ele não sabe o que é ser patriota, ele não sabe o que é ser brasileiro. Torcer pela Seleção Brasileira é uma coisa, ser patriota, sofrer com a situação do país, apoiar, ser solidário com as pessoas, se manifestar, reclamar e se posicionar com a situação do país.. Aí eu acho que é ser patriota”.

Nenhum comentário