Últimas

Mais de 300 armas foram apreendidas pela PM em ações de combate aos piratas em Coari

Militares também apreenderam mais de 2 toneladas de entorpecentes e 60 embarcações



Em três anos, os policiais militares do 5º Batalhão de Polícia Militar de Coari (5º BPM) têm alcançado resultados significativos no combate aos piratas que atuam no rio Solimões. Nesse período, foram apreendidas 303 armas de fogo, mais de 2 toneladas de drogas e 60 embarcações que pertenciam aos criminosos. Apenas nos cinco primeiros meses de 2021, em conjunto com agentes da Base Arpão, o batalhão apreendeu mais de cem armas de fogo nas operações em comunidades e no rio.


De acordo com o comandante do 5º BPM, tenente-coronel Pedro Moreira, conhecer todas as comunidades entre os municípios de Coari até Tefé, além de desenvolver um bom relacionamento com os ribeirinhos, auxiliou o trabalho policial. Além das denúncias de moradores sobre ataques de piratas, os agentes contam com trabalho de Inteligência e mapeamento da região.

“Eu já estou aqui há quatro anos e, nesse meio tempo, a gente procurou conhecer cada uma dessas comunidades, cada ponto distante. Nós recebemos muitas denúncias de muitos ribeirinhos e fazemos o cruzamento dessas informações, para saber que tipo de armamento está sendo usado e qual embarcação”, afirmou. 

Reforço 


A chegada da Base Arpão, com agentes treinados, auxiliou no trabalho do Batalhão, fornecendo mais segurança durante essas ações, que na maioria das vezes resulta em confrontos.

“Em geral, durante o dia, os piratas costumam se homiziar em uma área de igapó ou nas barrancas dos rios. Eles procuram os pequenos igarapés, costumam sair à noite. Eles utilizam grandes embarcações, embarcações potentes, se posicionam em pontos estratégicos dos rios, onde sabem que pode passar uma lancha, uma embarcação levando uma carga de droga e, no período noturno, eles atacam. Vez ou outra, a gente recebe essas denúncias e é quase inevitável o confronto, porque a gente acaba cruzando com esses piratas”, explicou Pedro Moreira.

Combate 

Durante o combate aos piratas, sejam eles grandes ou pequenos criminosos, os policiais militares do 5º BPM apreenderam armas de grosso calibre e entorpecentes. 

Em fevereiro deste ano, eles prenderam um pirata identificado como “Chupa”. Com ele, os policiais encontraram 53 tabletes de skunk, metralhadora, pistola e espingarda. O suspeito era conhecido como o maior pirata e traficante de Coari.

Em dezembro de 2020, cinco piratas dos rios foram presos e com eles foram apreendidas espingardas, escopetas e uma embarcação.






FOTOS: Pelegrine Neto/SSP-AM 

Crédito de imagens: Pelegrine Neto/SSP-AM


Nenhum comentário