Últimas

Soldado que fez dancinha e zombou da corporação é investigado pela PMDF



A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) abriu Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar a conduta do soldado que zombou da corporação com dancinha e gestos obscenos ao se despedir da instituição policial nesta semana.


Tudo começou quando o soldado Bruno James publicou vídeos no perfil que mantém no Instagram sobre o último dia na PMDF, pois ele vai passar a integrar a força policial do Canadá. Nas imagens, ele desdenha da corporação ao dançar e fazer um gesto obsceno, apontando o dedo médio para o prédio do comando-geral, no Setor Policial Sul.


Ao site Metrópoles, a PMDF informou que foi aberto um procedimento apuratório, que está sob sigilo. Acrescentou que sempre adotará os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência em seus atos. 


“Assim, todo e qualquer ato que possa vir a denegrir a imagem ou ser contra o regramento militar será apurado com o devido processo legal, seguindo os princípios constitucionais da ampla defesa e do contraditório”, esclareceu, em nota.


As imagens foram divulgadas nessa quinta-feira (15). Para a PMDF, o soldado tem “desvio de personalidade”. Em nota sobre o vídeo gravado pelo soldado da corporação e divulgado em redes sociais, a entidade avaliou que o militar não tem as características necessárias para compor “uma instituição, cuja missão precípua é servir à sociedade”.


Ainda segundo uma fonte policial, a corporação também comunicou a conduta para a Embaixada do Brasil no Canadá.






Com informações metropoles 

Nenhum comentário