Últimas

Testemunha diz que PM atirou em companheiro após briga por ciúmes em Manaus

 A mulher que testemunhou o assassinato de Lucas Santos Brandão, 19,  contou tudo o que teria motivado a briga entre a vítima e o policial militar Daniel Lendel Oliveira Nascimento, 33, na madrugada deste sábado (3). Mas segundo a polícia há duas versões sobre o crime.

Segundo a jovem de 20 anos, que está há poucos dias em Manaus e moradora do município de Coari, Daniel e Lucas se apresentavam como primos, mas todos desconfiavam de que eles teriam um relacionamento.

A jovem conta que um dos indicios de romance era a senha do wifi do PM. Ela contou que pediu para que Daniel roteasse o wifi para ela e a senha era “Luquinhas”. Eles já haviam saído juntos um outro dia e na madrugada de hoje estavam em uma festa quando os dois começaram uma discussão por ciúmes.

A mulher pediu uma carona dos dois, que brigaram após Lucas querer levar outras duas moças e um rapaz junto no carro do PM. Após a discussão, apenas a jovem de 20 anos foi com eles.

Ela conta que os dois foram discutindo durante todo o trajeto e em determinado ponto ela desceu do carro e os dois foram para o banco de trás, onde continuaram brigando porque Daniel havia pego o celular de Lucas sem permissão e não queria devolver.

A jovem conta ainda que Daniel afirmou que iria dar um tiro, mas achou que era brincadeira até ouvir o disparo. Após o crime, a jovem parou um mototaxista que passava pelo local e pediu ajuda para socorrer Lucas, que foi colocado no banco do passageiro do carro de Daniel.

Nervoso, o policial olhava a todo instante para Lucas ensanguentado e acabou perdendo o controle do veículo causando um acidente. Segundo a testemunha, ele ainda pediu para que ela confirmasse à polícia de que haviam sido assaltados e tentou guardar a arma em sua bolsa, mas ela não aceitou.

A segunda versão foi contada por Daniel aos policiais que atenderam a ocorrência. Segundo Lendel, ele teve o carro fechado por outro veículo e que os ocupantes desse veículo haviam efetuado o disparo que vitimou Lucas. O policial teria revidado perdendo o controle do carro sofrendo o acidente. Mas no relatório da polícia consta Daniel como o autor do disparo que matou Lucas.

O PM está preso no 1º DIP e o advogado de Daniel está na delegacia e deve comentar sobre o caso em breve.

Nenhum comentário