Últimas

Ordem para executar jovem que foi morto no Educandos pode ter partido de traficante da Panair

 


Manaus|AM- De acordo com informações obtidas pelo Portal última hora, Uma “casinha” ( termo utilizado no mundo do crime para denominar “emboscada”) , foi feita para executar Erick Pinto Medeiros, 21 anos, morto com diversos tiros,  na noite desta terça-feira (14), na rua Primo Sabá, Beco Amazonas, Educandos, zona Sul de Manaus.


Segundo informações apuradas, a ordem teria partido de um gerente do tráfico, conhecido apenas pelo no nome de Kelvin. O mandante é atuante no tráfico na região da feira da Panair, também no Educandos. 



Três, dos quatro que participaram da ação de execução, são moradores do Bairro de Santa Luzia, bairro vizinho de onde crime aconteceu. O quarteto  fugiu em direção ao bairro onde moram, de acordo com relato de  testemunha que não quis se identificar. 



Tanto o mandante, quanto os executores são conhecidos da família e vizinhos da vítima. Erick havia voltado para crime fazia pouco tempo. 



Momento antes da execução do jovem, ele teria  recebido  uma suposta ligação no qual foi convidado para participar do chamado “Corre”. 


O pai Erick  chegou a identificar a dinâmica dos assassinos. Ele chegou a golpear com terçado um dos executores do filho.


O celular de Erick foi levado pelos criminosos.



Ataque



De acordo com polícia, ao menos quatro homens chegaram em um veículo modelo, gol de cor preto. Eles invadiram o beco e o algoz disparou diversos tiros contra Eric. Ele O momento em que o quarteto fugia, o pai da vítima se armou com um terçado e correu atrás dos criminosos, e conseguiu ferir um deles.


Nervosos com o ataque surpresa, o quarteto acabou abandonando o veículo Gol pra trás e fugiram  a pé. Revoltados, populares se armaram com pau e pedra e destruíram o carro que era utilizado pelo bando. O veículo ficou totalmente destruído.


Erick chegou ser socorrido por familiares e levado para o Serviço de Pronto Atendimento da Zona sul, na Colônia, onde já chegou sem vida. Corpo vai ser removido para o Instituto Médico Legal (IML). O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros. 


A policiais da 2ª Companhia Interativa Comunitária informaram que o crime tem características de acerto de conta, possivelmente relacionada ao tráfico de drogas.




Com informações: Portal Última hora 




Nenhum comentário