Últimas

Filme ‘Eternos’ é banido de países do Oriente Médio por beijo gay

Chegando aos cinemas este mês, o filme Eternos dará início à quarta fase do Universo Cinematográfico da Marvel.

Segundo informações de uma rede de cinema local, o filme foi banido de três países do Golfo: Arábia Saudita, Qatar e Kuwait. Não houve explicações sobre o motivo.

De acordo com fontes ouvidas pelo jornal americano The Hollywood Reporter, o motivo para o banimento envolve a cena de beijo gay entre Phastos (Brian Tyree Henry) e seu marido.

O filme seria lançado em 11 de novembro, porém na quinta-feira (4), ele foi discretamente retirado de sites dos países em questão — apesar de nos Emirados Árabes ainda constar na lista de lançamentos.

O estúdio, que não se pronunciou oficialmente, supostamente teria recebido diversos pedidos de censores locais para fazer edições em Eternos, o que foi negado pela Disney.

A diretora, Chloé Zhao, vencedora do Oscar de melhor direção este ano por Nomadland, chegou a comentar seu desejo de que não haja nenhum tipo de corte nas cenas de seus personagens gays.

“Não sei todos os detalhes, mas acredito que houve discussões e há um grande desejo meu e da Marvel (nós conversamos sobre isso) de não mudar o corte do filme”, disse em outubro durante entrevista ao Indiewire.

Nesses países a homossexualidade é considerada crime, além de ser punível com morte, no caso da Arábia Saudita e Qatar. Obras com cenas e temáticas LGBT são comumente censuradas na região.

Em 2020, a animação da Pixar Dois Irmãos – Uma Jornada Inesperada foi banido no Kuwait, Omã, Qatar e Arábia Saudita por uma única cena que se referia a um casal lésbico. Na Rússia, o filme sofreu uma alteração trocando as falas das personagens de “namoradas” para “parceiras”.

Nenhum comentário