Últimas

Menina estuprada e morta em Eirunepé gritava para pai salvá-la de padrasto

Manaus/AM - Myrella Eloisa Costa, de 13 anos, que morreu após ter sido estuprada e esfaqueada em Eirunepé, no Amazonas, chamava pelo pai nos seus últimos minutos de vida. Os detalhes foram repassados pela Polícia Civil, que solicitou da Justiça a prisão preventiva de Antônio Sirlande Coelho da Silva, padrasto da criança e suspeito do crime macabro.

Segundo informações de testemunhas para a polícia,  por volta das 10h30 da manhã de quarta-feira (17), Myrella foi vista sendo arrastada pelos cabelos por Antônio, enquanto implorava gritando para o pai salvá-la: “pai, pai, me ajuda! ”.

Sem temor aos vizinhos, o suspeito teria ultrapassado a mureta de um terreno e desferido golpes de faca na menina, que morreu na hora. Após o crime, ele tentou se matar desferindo duas facadas na própria barriga, no entanto, foi levado primeiro ao hospital da cidade para ser medicado dos ferimentos e depois recolhido à Cadeia Pública do Município.

No hospital os médicos constataram que além dos 20 golpes, ela teria sido abusada sexualmente.

O velório da criança causou grande comoção e reuniu milhares de pessoas pelas ruas de Eirunepé.

Nenhum comentário