Últimas

Thiaguinho afirma ter sofrido golpe de R$ 9 milhões de ex-empresário

BRASIL – O cantor Thiaguinho registrou uma ocorrência acusando seu ex-empresário Bruno Azevedo de estelionato e lavagem de dinheiro. No boletim, feito na Delegacia de Defraudações do Rio de Janeiro, em 13 de dezembro, Thiaguinho disse que seu empresário transferiu R$ 9 milhões indevidamente para si, entre 2016 e 2021.

Segundo Thiaguinho, Azevedo recebia R$ 31.250 mensais pelo trabalho mais uma quantia variável de acordo com os trabalhos do cantor, além de ser o administrador de duas empresas do cantor, a Paz & Bem e Thiago e a Híbrido, com direito a participação de lucros.

Segundo o registro, a desconfiança do cantor começou quando percebeu que o empresário passou a comprar bens caros, como um avião de R$ 29 milhões e carros, que não condiziam com seus ganhos legais.

Segundo o cantor relatou, houve movimentações financeiras sucessivas e atípicas nas contas bancárias de titularidade da Paz & Bem e Thiago, que supostamente seriam destinadas a aplicações financeiras. Além disso, houve aplicações denominadas “TH Ativa”, aparentemente feitas por meio da Híbrido. Tais movimentações, somadas, segundo Thiaguinho, atingiriam a milionária cifra de R$ 9.318.469,19.

Ary Bergher, advogado do ex-empresário do cantor, disse à coluna Guilherme Amado, do jornal Metrópoles, que um grupo de contabilidade está levantando todo o rendimento de seu cliente para comprovar a legalidade dos lucros ao grupo especializado em estelionato e lavagem de dinheiro da Polícia Civil.

Segundo Bergher, Thiaguinho está usando o Estado para fazer pressão sobre seu cliente. Azevedo e seu advogado planejam entrar na Justiça contra o cantor por denunciação caluniosa.

Nenhum comentário