Últimas

Desabamento em Vila Velha: sobrevivente deixa hospital 6 dias após tragédia que matou 3 pessoas

Após deixar a unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Estadual de Urgência de vitória, Larissa Morassuti, única sobrevivente do desmoronamento do prédio que resultou na morte de três pessoas da família dela, na última quinta-feira (21), em Vila Velha, recebeu alta hospitalar nesta quarta-feira (27).

A informação foi compartilhada pela prima de Larissa, Patrícia Morassuti, em sua conta no Instagram. Logo após ter alta da UTI, a vítima, de 37 anos, foi encaminhada, por precaução, para a Unidade de Alta Dependência de Cuidados do hospital, onde recebeu assistência médica até ser liberada de vez do hospital.

Ao todo, Larissa permaneceu internada por seis dias, desde o desabamento da casa. Na tragédia, que mobilizou uma grande equipe do Corpo de Bombeiros, Larissa perdeu o pai, Eduardo Cardoso, de 68 anos, a irmã, Camila Morassuti Cardoso, de 34 anos, e a sobrinha, Sabrina Morassuti, de 15 anos.

A irmã dela foi localizada cerca de três horas após o seu resgate. Camila chegou a ser levada para uma ambulância do Samu, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Logo depois, os bombeiros conseguiram localizar a filha de Camila. 

Sabrina chegou a conversar com a equipe de resgate durante um período, na parte da tarde, mas depois não fez mais contato com os bombeiros. As equipes conseguiram resgatá-la à noite, mas foi constatado que a adolescente já estava sem vida.

Durante a madrugada de sexta-feira (22), após quase 20 horas de buscas, foi localizado o corpo de Eduardo Cardoso, pai de Larissa e Camila, que era o proprietário do imóvel que desabou.

Nenhum comentário