Últimas

Dire Straits Legacy abre turnê brasileira em Manaus no próximo dia 11 de maio

Banda vai apresentar repertório memorável, ingressos estão à venda


Os fãs de rock em Manaus terão uma noite memorável com o show da Dire Straits Legacy, no próximo dia 11 de maio, no Studio 5 Shopping e Convenções,na zona Sul. A apresentação marca o início da turnê pelo Brasil e celebra os 45 anos de uma das maiores bandas de todos os tempos. 


As canções "Money for Nothing", "So Far Away", "Sultans of Swing", "Walk of Life", "Romeo and Juliet", entre outras, serão interpretadas ao vivo por Alan Clark (teclados), Phil Palmer (guitarra), Mel Collins (sax), Marco Caviglia (voz e guitarra), Primiano Dibiase (teclados), Jack Sonni (guitarra), John Giblin (baixo) e Cristiano Micalizzi (bateria).



Os ingressos já estão à venda e podem ser comprados no site shopingressos.com ou nas lojas Ótica Diniz do Amazonas Shopping, Manauara Shopping, Sumaúma Shopping e Shopping Grande Circular. Os setores de pista, frisa, arquibancada e mezanino variam de R$ 120 a R$ 200. Já a área especial “Brothers In Arms” e premium “Romeu and Juliet” custam de R$ 300 a R$ 400.


Os valores acima são da meia-entrada solidária, os interessados devem levar 1kg de alimento não perecível no dia do evento juntamente com o ingresso para ter direito ao benefício. A faixa etária é 16 anos. 



O legado 


A Dire Straits Legacy é um projeto em permanente evolução e, afastando-se do clichê de reunião ou banda tributo, mantêm viva a memória de canções atemporais, como "Romeo and Juliet", "Sultans of Swing","Money for Nothing","Tunnel of Love", "Walk of Life", "When It Comes to You", "You and Your Friend", "On Every Street", do primeiro álbum Wild West End, e muitos outros hits.


Muitos membros do Dire Straits se juntaram ao projeto durante esses anos mas, em 2016, Alan Clark passa a fazer parte da banda. Clark é o histórico tecladista do Dire Straits de 1980 a 1985. Ao lado de Alan Clark estão Phil Palmer (direção musical/guitarra/voz), que trabalhou com Dire Straits de 1990 a 1992, e o renomado saxofonista Mel Collins, membro do Dire Straits de 1983 a 1985 tocou no famoso Alchemy Live Album e no EP Twisting By The Pool. O guitarrista Jack Sonni participou das gravações e turnê do álbum Brothers in Arms. 


O baixista John Giblin gravou e fez turnês com Peter Gabriel, Annie Lennox, Phil Collins e a banda Simple Minds. Os italianos que se juntam à banda são o baterista Cristiano Micalizzi, que já trabalhou com Eros Ramazzotti e Laura Pausini, o guitarrista e vocalista Marco Caviglia e o tecladista Primiano Dibiase.


Integrantes


Alan Clark (teclados)

Alan ingressou no Dire Straits em 1980, tornando-se seu primeiro e principal tecladista, e é conhecido como seu diretor musical não oficial. Além de trabalhar com a banda até sua dissolução, em 1995, ao lado de Mark Knopfler, co-produziu o último álbum da banda, On Every Street.

O músico tocou e gravou com uma longa lista de outros artistas, foi membro da banda de Eric Clapton e diretor musical de Tina Turner por vários anos. Mais recentemente, produziu com Phil Palmer o álbum de 3 Chord Trick do LEGACY. 


Cristiano Micalizzi (bateria)

Formado na Beerklee College of Music, em Boston, Cristiano Micalizzi é um dos bateristas mais respeitados da Itália e trabalhou com artistas italianos populares em todo o mundo, como Eros Ramazzotti e Laura Pausini.


Jack Sonni (guitarra)

O músico, escritor e ex-executivo de marketing Jack Sonni foi convidado por Mark Knopfler para se juntar à banda para as sessões de gravações e turnê do álbum Brothers in Arms, lançado em 1985. Sonni também participou da turnê do mesmo álbum e permaneceu na banda até 1988.


John Giblin (baixo)

O baixista John Giblin, além de transitar por diferentes gêneros musicais como jazz, clássico, rock, folk e música de vanguarda, gravou trilhas sonoras de filmes e música contemporânea. Giblin também gravou e se apresentou ao vivo com Peter Gabriel, Annie Lennox, Phil Collins e a banda Simple Minds.


Marco Caviglia (voz e guitarra)

Apaixonado pela música de Dire Straits e seu mentor musical Mark Knopfler, Marco, nascido em Roma, formou a banda Solid Rock em 1988 e em 1990 fez uma turnê com o lendário bluesman do Notting Hillbillies, Steve Phillips. Mas seu sonho era tocar com seus “heróis” do Dire Straits, e esse sonho se tornou realidade em 2010 a DS Legends, e agora novamente com a Dire Straits Legacy.


Mel Collins (sax)

Mel se juntou ao Dire Straits em 1982 e tocou no álbum e turnê Love Over Gold e no álbum Twisting by the Pool. Ele também tocou com uma diversos artistas e bandas, incluindo Stones, Camel, Eric Clapton, Joe Cocker, Tears for Fears. Mel é um dos membros da formação original do King Crimson.


Phil Palmer (guitarra)

Phil ingressou no Dire Straits em 1990 e tocou no álbum  On Every Street e na turnê mundial do mesmo álbum. Ele é um dos principais guitarristas do mundo, tendo tocado em mais de 450 álbuns e realizado turnês com alguns dos maiores artistas do mundo; pense em um nome e Phil provavelmente já tocou com esse artista. Ele também foi membro da banda de Eric Clapton, onde ele conheceu seu colega da Dire Straits Legacy, Alan Clark, e é um membro fundador da Dire Straits Legacy.


Primiano Dibiase (teclados)

O também romano Primiano é um talentoso tecladista que já trabalhou em muitos discos e com muitos artistas, incluindo Richard Bennett, Steve Phillips, Gigi Proietti e Neri Marcorè.

Nenhum comentário