Últimas

'Estamos desolados', diz família de gari morto por assaltante em Manaus

Caso aconteceu no Japiim. Vítima era natural de Benjamin Constant, no interior do estado, e estava fazendo a coleta diária, quando foi atingida com um disparo.


A família do gari Aldenir Rodrigues Castilho, de 25 anos, que morreu na noite dessa terça-feira (26), em Manaus, disse estar desolada com o caso. Ele era natural de Benjamin Constant e veio para a capital amazonense atrás de um emprego.


O caso aconteceu no Japiim. Segundo a Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), a vítima estava fazendo a coleta diária na travessa S6, quando foi atingida com um disparo. Veja mais detalhes abaixo.


Ao g1, o cunhado de Aldenir, o socorrista Hilton dos Santos, contou que a família recebeu a notícia por meio de um telefonema do Hospital 28 de Agosto, para onde o homem foi levado.


"A notícia chegou por telefone. O hospital entrou em contato com uma das sobrinhas dele [...] É uma situação extremamente triste, porque moramos longe, e um acontecimento que ninguém espera, mas que infelizmente aconteceu com a nossa família"


Hilton contou que o jovem veio para Manaus há três anos em busca de emprego. Após se estabilizar, ele trouxe a mulher e as duas filhas, de 4 e 7 anos, para viverem na cidade.


"Sempre foi um rapaz muito trabalhador. Ele foi para Manaus em busca de emprego e graças a Deus assim que ele chegou já conseguiu algo. E ele ficou por aí, levou a esposa e as filhinhas dele", relatou.


Agora, a família aguarda a liberação do corpo pelo Instituto Médico Legal (IML).

Nenhum comentário