Últimas

Senador Eduardo lamenta nova MP do IPI e diz que medida vai retrair investimentos no Amazonas

 

Braga avalia a medida do governo federal com preocupação e diz que teremos 30 dias de apreensão e agonia

O senador Eduardo Braga (MDB/AM) postou vídeo nas suas redes sociais lamentando a prorrogação, por mais 30 dias, da redução de 25% do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI). A medida faz parte do Decreto nº 11.021 assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) e publicado no Diário Oficial da União (DOU) nesta sexta-feira (1º de abril).

 

Para o parlamentar, a decisão do governo federal é grave e vai causar impactos diretos na competitividade, retrair investimentos em curso prejudicar a abertura de novos postos de trabalho na Zona Franca de Manaus (ZFM). “Isso preocupa, isso é grade. Teremos mais 30 dias de agonia e apreensão. E é triste dizer: investimentos serão retardados”, afirmou.

 


Eduardo lamentou, também, que o governo federal não tenha cumprido o acordo firmado com o ministro da Economia, Paulo Guedes e a bancada do Amazonas, de reeditar o decreto, para que produtos fabricados no Polo Industrial de Manaus (PIM) dentro do Processo Produtivo Básico (PPB) não sejam atingidos pela redução do IPI.

 

─ Vamos trabalhar, mais uma vez, para vencer aqueles que querem acabar com a Zona Franca de Manaus -, declarou o senador, que é líder do MDB no Senado. No início de março, Eduardo Braga pediu ajuda do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (UB-MG) para intermediar a reedição do decreto do IPI junto ao governo federal.

 

Nenhum comentário