Últimas

Lei de autoria de Roberto Cidade amplia o acesso ao diagnóstico de pacientes com câncer

 


De autoria do deputado estadual Roberto Cidade (UB), presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), foi sancionada a Lei nº 5.899, que garante a realização de exame para diagnóstico de mieloma múltiplo para usuários da rede pública de saúde. O mieloma múltiplo é um tipo de câncer que atinge a medula óssea e que acomete, principalmente, pessoas com mais de 65 anos.


Esse tipo de câncer afeta o sistema imunológico, se confunde com outras doenças e, por isso tem o diagnóstico difícil e caro. A partir de agora, com essa lei, os usuários do sistema público de saúde também terão acesso aos exames necessários para identificar esse tipo de doença e, consequentemente, poderão ter acesso ao tratamento necessário. Vejo essa lei como mais uma inclusão necessária a todo cidadão”, afirmou.
Conforme a lei sancionada, a Secretaria de Estado de Saúde (SES/AM) garantirá a realização de exame de eletroforese de proteínas, gratuitamente, à população com idade superior ou igual a 50 anos.


Constatada alterações nas células, sendo diagnosticado o mieloma múltiplo, o paciente terá assegurada a prioridade na realização de exame de biópsia da medula óssea. Nosso intuito com essa lei é minimizar as dificuldades, os trâmites burocráticos no processo de busca pelo tratamento da doença”, resumiu.
 


Mieloma múltiplo


O mieloma múltiplo é o câncer das células da medula óssea que produzem anticorpos no combate a vírus e bactérias, chamados de plasmócitos. No mieloma múltiplo, os plasmócitos se multiplicam rapidamente e são anormais, comprometendo a produção das outras células do sangue.


O mieloma múltiplo não apresenta sintomas na sua fase inicial, mas em uma fase mais avançada, os sintomas incluem: fraqueza, cansaço excessivo e sonolência; marcas roxas na pele; confusão; diminuição da força e da sensibilidade dos dedos dos pés e das mãos; dor nos ossos, principalmente no quadril e nas costelas;
Aumento dos níveis de cálcio no sangue; dificuldade em movimentar as mãos ou os pés; fraturas frequentes e espontâneas; e o grande risco de anemia, decorrente da diminuição da quantidade de células do sangue, como as plaquetas, os glóbulos brancos e os glóbulos vermelhos também identificam a doença.


Nenhum comentário