Últimas

‘O crime está mais organizado que o governo do Amazonas’, diz Ricardo Nicolau sobre explosão da violência

Execuções em bairros e o assassinato de um policial mostram que o governo do Amazonas perdeu o controle da Segurança Pública.



O deputado estadual Ricardo Nicolau (Solidariedade) afirmou nesta quinta-feira, 5, que os criminosos estão mais organizados que o governo do Estado atualmente e criticou a falta de políticas públicas concretas que possam diminuir os índices de violência. Segundo informações levantadas pela imprensa, cem execuções foram registradas nas últimas duas semanas.


Somente no fim de semana passada, 19 mortes violentas foram registradas só em Manaus, de acordo com dados do Instituto Médico Legal. Nesta semana, um cabo da Polícia Militar foi brutalmente assassinado a tiros na comunidade Parque Riachuelo, bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus. 


“O Amazonas se tornou o estado mais violento do país. A violência está atrapalhando o crescimento do estado e ela precisa ser combatida na raiz, com planejamento, inteligência, tecnologia e coragem. O acordo que precisa ser feito pelo governo do Estado é com a população de bem e não com a bandidagem. Hoje, infelizmente, os criminosos estão mais organizados que o governo”, afirmou.


De acordo com o parlamentar, o alto índice da violência tem prejudicado a economia local, uma vez que os assaltos nos bairros ameaçam a vida de pequenos e médios comerciantes. Ricardo Nicolau voltou a defender o uso de tecnologia nas ações policiais como forma mais eficiente de combate ao crime.


“Hoje, a maioria dos adultos já têm registro com biometria do Tribunal Regional Eleitoral. No Detran, a mesma coisa. A inteligência precisa cruzar esses dados e, com câmeras de reconhecimento facial, fazer esse monitoramento. Hoje, a segurança pública é feita como se fazia há cem anos, colocando placas nas ruas. Um absurdo. Está tudo errado e o governo não faz nada para mudar”, apontou.  


Tropa desvalorizada


Na avaliação de Ricardo Nicolau, os policiais civis e militares não possuem, atualmente, estrutura e equipamentos suficientes para o combate ao crime. 


“As polícias do Amazonas estão atuando no combate aos diferentes tipos de crime, mas isso não é uma tarefa fácil quando o Estado ainda prefere fazer segurança pública com zero tecnologia. A presença dos policiais é indispensável, mas é preciso aliar isso com a tecnologia e melhores condições de trabalho para os PMs e, assim, combater o crime”, destacou.


Explosão da violência


O Amazonas vive uma onda de violência, como por exemplo, no crescimento de 54% no índice de mortes violentas em 2021, se comparado com dados no ano anterior, segundo dados da própria Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) enviados ao Monitor da Violência do portal de notícias G1.


O parlamentar é autor do Requerimento nº 577/2022, que tramita há quase três meses na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) e pede intervenção federal na segurança pública do Estado. 


O deputado lembrou, também, que o estado gastou, nos últimos três anos, quase R$ 6 bilhões na segurança e, mesmo assim, os números da violência na capital e no interior só crescem. “O Amazonas é o único estado do Brasil a ter aumento das mortes violentas. O governo não tem gestão eficiente e isso inclui a segurança pública. Não podemos aceitar isso. É preciso fazer funcionar”, enfatizou.


Foto: Marcelo Cadilhe




Nenhum comentário