Últimas

Wilson Lima reinaugura cozinha popular do programa Prato Cheio no bairro Alfredo Nascimento


 Unidade da zona norte foi reformada e vai servir 400 litros de sopa, gratuitamente, de segunda a sábado

O governador Wilson Lima reinaugurou, nesta terça-feira (17/05), mais uma unidade do programa Prato Cheio, desta vez no bairro Alfredo Nascimento, zona norte de Manaus. Na modalidade cozinha popular, o local vai servir gratuitamente 400 litros de sopa por dia, de segunda-feira a sábado, atendendo a população em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar e nutricional. 

"Essa estrutura já funcionava há algum tempo, mas de forma precária e nós reformamos, pintamos, e inclusive melhoramos a qualidade da comida que estamos servindo. Isso aqui é importante para garantir segurança alimentar, sobretudo para as crianças e também para os idosos", enfatizou o governador. 

O Prato Cheio do bairro Alfredo Nascimento é a terceira unidade reinaugurada pelo governador Wilson Lima após reforma. Já foram entregues à população, anteriormente, os restaurantes populares dos bairros Novo Israel e Compensa, completamente revitalizados.

"Nessa cozinha popular especificamente, o atendido chega, toma a sua sopa e ainda leva uma vasilha de sopa para jantar com sua família. É um trabalho que dá muita satisfação. A gente está matando a fome das pessoas e, nesse momento, não tem nada mais importante do que colocar comida no prato daqueles que tanto precisam", acrescentou Wilson Lima. 

O serviço faz a diferença na vida de famílias como a do autônomo Marcos da Silva, 47, morador do Alfredo Nascimento. 

“Nós estamos gostando muito, primeiro que é uma ajuda para o nosso bairro, para quem mora aqui. Vai melhorar com certeza, porque nem todo mundo tem um prato de comida pra colocar na sua mesa todos os dias”, observou Marcos.

Refeição completa e sopa - O programa social Prato Cheio é dividido em dois serviços distintos: nos restaurantes populares o almoço é vendido por R$ 1, de segunda a sexta-feira, das 11 às 13h. Nas cozinhas populares, a sopa é gratuita e cada pessoa atendida tem direito a 1 litro do alimento, de sabores variados, de segunda a sábado, também das 11h às 13h.

O Governo do Amazonas já implantou, desde o ano passado, oito unidades do Prato Cheio no interior do estado. Receberam restaurantes populares os municípios de Manacapuru, Autazes, Itacoatiara, Tefé, Barreirinha e Parintins. Rio Preto da Eva e Tabatinga ganharam uma cozinha popular com sopa gratuita.

Manaus conta com 10 unidades do programa.  Ao todo, o estado conta com 18 unidades do Prato Cheio, mais que o dobro do que existia há pouco mais de um ano. O público prioritário atendido, diariamente, pelo equipamento público de segurança alimentar são pessoas que se encontram em situação de extrema pobreza, pobreza e baixa renda, além de desempregados, pessoas em situação de rua e pessoas com deficiência.


Nenhum comentário