Últimas

Mulher manda informação de blitz em grupo de mensagens e acaba presa


Uma mulher de 25 anos foi presa após divulgar informações sobre uma blitz da Polícia Militar na cidade de Poços de Caldas (MG). 


A blitz era realizada na Rua Goiânia, no bairro Jardim dos Estados, na tarde de ontem. Segundo a Polícia Militar, o fluxo de motocicletas que passava no local diminuiu e, pouco tempo depois, uma pessoa informou que alguém estava avisando sobre a blitz em grupos de aplicativo.


As informações sobre a blitz foram enviadas pelo mesmo número de telefone para dois grupos diferentes no mesmo aplicativo. 


Com o telefone da suspeita, os policiais conseguiram chegar ao endereço da mulher, que foi detida e levada para uma delegacia de plantão da região. Segundo a Polícia Civil de Minas Gerais, a mulher foi autuada em flagrante e encaminhada ao sistema prisional.


Relatar realizações de blitz em redes sociais é crime. Pessoas pegas cometendo o delito podem ser indiciadas com base no artigo 265 do Código Penal Brasileiro, que fala sobre "atentar contra a segurança ou o funcionamento de serviço de água, luz, força ou calor, ou qualquer outro de utilidade pública" e pode resultar em prisão de 1 a 5 anos.

Nenhum comentário