Últimas

Padrasto é preso por estuprar enteada de 10 anos com Síndrome de Down em Manaus


Manaus – Após a segunda fase da “Operação Acalento”, deflagrada pela Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), um homem de 45 anos foi preso nesta terça-feira (21) por estuprar a enteada, uma criança de 10 anos que possui Síndrome de Down. A prisão aconteceu no bairro Cidade de Deus, na Zona Norte de Manaus.



Segundo a delegada Joyce Coelho, titular da unidade especializada, o caso foi denunciado no dia 26 de abril deste ano, após a genitora da menina relatar que ela teria voltado da escola com as partes íntimas machucadas.


“O exame no Instituto Médico Legal (IML) confirmou o abuso sexual e inicialmente o caso foi denunciado na Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais, pois havia a suspeita que o estupro pudesse ter sido realizado por algum adolescente da escola, mas com as investigações isso foi descartado e o caso veio para a Depca. Depois de um trabalho com psicólogos, a criança conseguiu verbalizar que o autor do crime seria o padrasto”, explicou a delegada.


Conforme a autoridade policial, no dia do crime, foi o suspeito que ficou responsável por buscar a menina na escola e ficou a sós com a criança. Acreditando na impunidade, o homem chegou até a ir formalizar a ocorrência junto com a mãe da vítima.


“É uma criança que tem dificuldade de verbalizar,mas com todo nosso trabalho especializado ela conseguiu apontar o padrasto como autor do crime. Decidimos solicitar a prisão temporária dele para que ele saia do convívio com a menina. O relacionamento dele com a mãe era de aproximadamente quatro anos, mas não há nenhum histórico de abuso”, destacou a delegada.


O homem irá responder pelo crime de estupro de vulnerável e ficará à disposição da Justiça. Ele será encaminhado à Central de Recebimento e Triagem (CRT) no quilômetro oito da rodovia federal BR-174.

Nenhum comentário