Últimas

Ministério Público da Espanha determina prisão de Neymar e Shakira

O atleta brasileiro e a cantora colombiana são acusados de sonegação de milhões de euros em impostos



Shakira e Neymar Jr são alvos de duas ações movidas pelos Ministérios Públicos de Barcelona e da Espanha, respectivamente. Por decisões decretadas nesta sexta-feira, 29, as autoridades pediram a prisão da cantora colombiana por 8 anos e do jogador de futebol brasileiro por dois anos.


Shakira é acusada pelo Ministério Público de Barcelona de fraudar 14,5 milhões de euros do Tesouro espanhol entre 2012 e 2014, enquanto, Neymar é acusado pelo Ministério Público da Espanha por fraude e corrupção em sua contratação pelo FC Barcelona.


O Ministério Público de Barcelona pediu ainda o pagamento de uma multa de cerca de 24 milhões de euros (cerca de R$126 milhões) para Shakira.

De acordo com a agência de notícias AFP, a sentença de Shakira foi decretada após ela se recusar a fazer um acordo com o MP, na última quarta-feira. A cantora se declara inocente. Agora o Tribunal de Barcelona irá decidir e abre um julgamento para a artista.


O documento que pede a prisão de Shakira, acusa a cantora de ter usado uma “estrutura corporativa” criada anos antes para evitar o pagamento de impostos na Espanha nos anos de 2012, 2013 e 2014.


Shakira afirmou em nota que “o Ministério Público tem insistido em recolher o dinheiro ganho em [suas] turnês internacionais e no ‘The Voice’”, no período em que “ainda não era residente na Espanha”.


Já o pedido de prisão de Neymar é mais um capítulo da novela que envolve sua contratação pelo FC Barcelona. O caso é analisado a partir de uma denúncia do grupo brasileiro DIS, ex-proprietário de parte dos direitos sobre o jogador e acusação particular neste caso, que foi considerado prejudicado na transferência do atual atacante do PSG para o Barcelona.


Inicialmente, o Barcelona disse que transferiu oficialmente 57,1 milhões de euros (40 milhões para a família de Neymar e 17,1 milhões para o brasileiro Santos) quando comprou o passe do jogador. Porém, a Justiça espanhola calcula que tenha sido pelo menos 83,3 milhões de euros.


Neymar será julgado no Tribunal Provincial de Barcelona em outubro, nas vésperas da Copa do Mundo do Qatar. Os ex-presidentes do Barcelona, Sandro Rosell e Josep Maria Bartomeu, também serão julgados neste processo.

Nenhum comentário