Últimas

Polícia investiga mais dois estupros cometidos por anestesista



A delegada Bárbara Lomba, que investiga o estupro de uma gestante durante o trabalho de parto em um hospital no Rio de Janeiro, disse ter recebido mais duas denúncias de mulheres contra o anestesista Giovanni Quintella, preso pelo crime.


A declaração foi dada nesta terça-feira (12/7), em entrevista ao programa Encontro, da TV Globo. Segundo Lomba, na segunda-feira (11), após a divulgação do caso, uma mulher procurou a delegacia alegando ter sido sedada pelo anestesista durante uma cirurgia.


“Uma possível vítima relatou que saiu da cirurgia ainda sonolenta. Houve uma sedação, não sabemos em que nível, mas vamos solicitar o prontuário dessa paciente”, contou Bárbara.


A outra denúncia foi realizada nesta terça. “Hoje, na delegacia, está presente uma possível outra vítima desse mês de junho. É preciso que haja uma investigação com cautela, mas tenho certeza de que haverá outras vítimas”, afirma a delegada.

Nenhum comentário