Últimas

Requerimentos de Roberto Cidade solicitam melhorias na infraestrutura de bairros da zona Oeste de Manaus


Diante das demandas que chegaram ao gabinete do presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o deputado estadual Roberto Cidade (UB) encaminhou à Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) requerimentos solicitando melhorias de infraestrutura para bairros da zona Oeste de Manaus. 


Nosso gabinete está sempre de portas abertas para que a população possa solicitar a nossa intermediação, essa também é uma função nossa. Encaminhamos as demandas à Seminf e tenho certeza de que o secretário Renato Júnior irá colocar essas obras no cronograma do ‘Asfalta Manaus’, conforme as possibilidades surgirem. Em nome dos moradores dessas áreas reforço esses requerimentos”, falou.



Foram encaminhados à Seminf os requerimentos nº 1400/2022 e 1879/2022, que solicitam serviços de tapa-buracos em vias do bairro Vila da Prata e recapeamento asfáltico em ruas do Lírio do Vale 1, ambos na zona Oeste. Para o morador da Vila da Prata, José Juventino Dias, 65 anos, o bairro é pequeno e, portanto, os serviços necessários podem ser realizados sem tantas dificuldades.



Moro na Vila da Prata há uns 30 anos e, em nome do meu bairro, peço para que a Prefeitura de Manaus possa olhar com mais carinho para nós. Na Vila da Prata temos secretarias municipais, escolas e outros prédios públicos, sem falar nos moradores que por si só já merecem ruas melhores, por isso peço maior atenção. Agradeço à equipe do deputado Cidade e a ele, que tem intermediado a nossa demanda. Espero que pelo tamanho, é um bairro pequeno, que tenhamos as ruas recuperadas o mais breve possível, não apenas a Rua Ademar de Barros, onde moro, mas todas que precisam”, falou. 



O outro requerimento diz respeito ao recapeamento da Rua Guanabara, no Lírio do Vale 1. Residente na área, Lucicleia Vieira Matos, 35, pede  que a via seja recuperada tendo em vista as dificuldades enfrentadas pelos moradores. “Os carros não estão mais conseguindo trafegar direito na rua, por isso pedimos para que a prefeitura possa olhar por nós”, resumiu.

Nenhum comentário