Últimas

Tierry cancela show em Itapiranga, no AM, após impasse judicial, diz prefeitura



O cantor Tierry cancelou o show que faria no dia 24 de julho, em Itapiranga (distante 338 km de Manaus), segundo nota da prefeitura município divulgada nas redes sociais nesta sexta-feira (22). A atitude da equipe do artista veio após impasse judicial, ocorrido durante a semana.


Na quarta (20), a Justiça de Itapiranga proibiu o show de Tierry. De acordo com o Ministério Público, a contração do artista foi feita por meio de dispensa de licitação, no valor de R$ 180 mil. A decisão, concedida pela juíza titular da Vara Única da Comarca de Itapiranga Tânia Mara Granito, foi acatada após um pedido de Tutela de Urgência em Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público do Amazonas (MP-AM).


Em menos de 24 horas, o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) derrubou, a decisão que havia proibido a atração no município. Na nova decisão, o desembargador Airton Luís Corrêa Gentil afirmou que o MP-AM não comprovou a omissão da prefeitura em serviços essenciais, nem demonstrou a eventuais precariedade de serviços públicos.


De acordo com a Prefeitura Municipal de Itapiranga, a empresa Work Show, responsável pela carreira do cantor, cancelou a apresentação argumentando que a decisão do desembargador era provisória, ou seja, poderia sofrer alteração.


Com isso, a empresa que representa o cantor resolveu fazer a devolução do valor que já havia sido pago, rescindir o contrato e cancelar o show, alegando insegurança jurídica, assim como futuro problema na logística.

Em nota a Prefeitura de Itapiranga, lamentou o ocorrido e afirmou que fez o possível para realização do evento.


"Lamentamos profundamente os transtornos que isso causará a todos aqueles que se preparam para o evento. Temos a consciência tranquila que fizemos o possível e continuaremos fazendo, para trazer o melhor para o nosso município. Portanto, vamos fazer uma festa linda de aniversário do município, demonstrando nosso amor a esta cidade que amamos, mesmo diante disso", disse a nota.



*Com informações G1 AM

Nenhum comentário