Últimas

Caseiro é morto a tiros e encontrado por patrão em poça de sangue em sítio na BR-174



Manaus – Um caseiro, identificado como Renê Dinelly Leite de Oliveira, 36, morreu ao ser baleado dentro do sítio onde trabalhava no KM 83, da BR-174, no município de Presidente Figueiredo, zona metropolitana de Manaus.


Conforme o Boletim de Ocorrência (BO), registrado na 37ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), o patrão da vítima foi quem encontrou o corpo. Segundo ele, que trabalha em Manaus, recebeu uma ligação de um vizinho informando que tinha acontecido “algo estranho com o caseiro dele, mas não deu mais detalhes, e pediu que ele fosse até à propriedade”, descreve o BO.


O proprietário do sítio foi ao local e encontrou Renê Dinelly caído de bruços na porta de um dos quartos do imóvel em uma poça de sangue. A vítima, segundo a polícia, foi morta a tiros.

A polícia não passou mais detalhes do crime, apenas afirmou que está sendo investigado. O vizinho que acionou o patrão de Renê deve ser ouvido, para ajudar na elucidação do assassinato. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), em Manaus.

Na semana passada, os irmãos venezuelanos Abraham Manuel Hernandes Armas, e Isaac Davi Hernandes Armas, ambos de 23 anos, foram assassinados em uma área de mata, conhecida como Gruta do Raio, em Presidente Figueiredo.


 A polícia divulgou as imagens das sete pessoas envolvidas no duplo homicídio. Eles foram identificados como Emerson Mota Duarte, 20; Felipe Jardim Silva, 26; Frank Medeiros da Cruz, 18; Joelma Barbosa Estevão, 48; Mateus Barbosa da Mota, 20; Sebastião Cordeiro Lopes Júnior, 22; e um indivíduo conhecido apenas como “Daniel”.




*Com informações Em Tempo

Nenhum comentário