Aconteceu!

Operação ‘Erê’, deflagrada pela Polícia Civil, resulta na prisão de três homens por abuso sexual de menores


Nesta quinta-feira (30/07), as equipes da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) e do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) deflagraram a operação ‘Erê’, que resultou no cumprimento de mandados de prisão em nome de três indivíduos, todos por abusarem sexualmente de menores de suas respectivas famílias. A ação policial ocorreu em Manaus e no município de Juruá (distante 674 quilômetros em linha reta da capital). 

Sob a coordenação do delegado Alessandro Albino, diretor do DPM, e da delegada Joyce Coelho, titular da Depca, a operação integrada buscou retirar do convívio social dois indivíduos investigados e um condenado por cometerem abusos sexuais contra crianças e adolescentes, cujas vítimas são da própria família dos infratores.

“Durante a ação, nós cumprimos mandados de prisão preventiva em nome de um jovem de 20 anos, investigado por abusar sexualmente da própria prima, uma criança de sete anos.  Também foi cumprido mandado de prisão em nome de um homem de 41 anos, por ter estuprado a própria irmã. O delito foi cometido, em 2009, quando a vítima tinha 17 anos”, afirmou Joyce.

Conforme a delegada, ainda durante a operação, um homem de 50 anos, condenado por praticar atos libidinosos contra a própria sobrinha, em 2004, também teve o mandado de prisão em nome dele cumprido pelas equipes policiais.

Prisões – O jovem de 20 anos foi preso no bairro Redenção, zona centro-oeste de Manaus, enquanto a prisão do condenado de 50 anos ocorreu na segunda etapa da Comunidade Novo Reino, bairro Gilberto Mestrinho, na zona leste da capital. Segundo a titular da Depca, o homem de 41 anos foi preso no município de Juruá.

Operação ‘Erê’ – Conforme a titular da Especializada, a operação recebeu este nome, cujo significado é o espírito infantil, em alusão ao aniversário de 30 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Procedimentos – O jovem de 20 anos foi indiciado e o homem de 50 anos foi condenado a 10 anos em regime fechado, ambos por estupro de vulnerável. Já o homem de 41 anos foi indiciado por estupro. Os três infratores serão encaminhados à Central de Recebimento e Triagem (CRT) e deverão passar por audiência de custódia via videoconferência.

Fotos: Erlon Rodrigues / PC-AM 

Nenhum comentário