Últimas

Criança autista era mantida em canil por mãe e avó no Rio de Janeiro

A avó e a mãe de um menino de 8 anos, foram presas na segunda-feira (17), por manter a criança dentro de um canil, na área externa da residência onde moravam, localizada na favela Gogó da Ema, no Rio de Janeiro.


Segundo o Extra, a polícia chegou até o local, depois de uma moradora da região tirar fotos do ato cruel. A criança, autista, apresentava inanição, desidratação e diversos machucados pelo corpo. Um exame de corpo de delito, que atestará a gravidade das lesões, já foi solicitado.

O espaço soma menos de 2 metros quadrados e tem, de modo geral, péssimas condições sanitárias.

" Ainda não sabemos há quanto tempo ele estava nessas condições, mas, pela gravidade do quadro de desnutrição, acredito que não era uma situação recente. O menino era tratado como um bicho. O animal, ali naquele canil, era ele - afirma o delegado, que continua: - O autista precisa de todo um acompanhamento social. Daquele jeito, só iria regredir.", disse o delegado José Salomão Omena.

As duas mulheres, que não tiveram os nomes divulgados para preservar a identidade da vítima, permaneceram em silêncio na delegacia. De acordo com o relato de vizinhos, contudo, a justificativa para manter a criança presa no espaço minúsculo era a de que queriam apenas impedir uma fuga.

O menino foi encaminhado para tratamento multidisciplinar e está internada devido a um delicado estado de saúde. Já as duas mulheres, foram parar na cadeia. As penas devido ao crime podem chegar a 15 anos.

Nenhum comentário