Últimas

Mais de 250 mil pessoas já estão com o ciclo de imunização completo em Manaus

O Vacinômetro da prefeitura registrou nesta sexta-feira, 21/5, 250 mil doses de vacina contra a Covid-19 aplicadas em Manaus, em pessoas dos grupos prioritários. Com isso, elas completam o ciclo de imunização, que vai garantir maior segurança quanto aos efeitos do novo coronavírus no organismo. Até o momento, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) trabalha com 15, dos 28 grupos definidos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, como os mais vulneráveis à doença.

Em 18 dias do mês de maio, considerando que aos domingos não há vacinação, as equipes de vacinadores da Semsa, dos oito pontos montados estrategicamente em toda a cidade, aplicaram 130.567 doses de vacina, uma média de 7.250 doses em cada dia. Só de primeiras doses foram 359.951, o que representa 51,5% da população geral estimada pelo Ministério da Saúde, para os grupos prioritários, que é de 698.819 pessoas.

“Esses números confirmam que a estratégia adotada pela coordenação da campanha em Manaus foi acertada e tem permitido que avancemos cada vez mais na imunização de nossa população. Nossa luta é para que venham mais e mais doses, para que possamos alcançar o maior número possível de pessoas, em curto espaço de tempo. Temos lançado mão dos recursos que temos, inclusive a Justiça, para garantir vacina para nossa gente”, observa o prefeito David Almeida.

No geral da aplicação de doses, a Semsa já ultrapassou a meta de 90% estabelecida pelo Ministério da Saúde em dez grupos: povos indígenas (92%); trabalhadores de saúde (105%), pessoas de 60 a 64 anos (90,3%); pessoas de 65 a 69% (93,8%); grupo de 70 a 74 anos (94,5%); de 75 a 79 anos (93,2%); idosos de 80 anos e mais (97,1%); e pessoas de 18 a 59 anos com comorbidades (130,5%).

A secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, alerta para a necessidade de manutenção dos cuidados previstos nos protocolos de segurança, mesmo para quem já tenha recebido as duas doses da vacina. “Estamos lidando com um vírus desconhecido, que provoca uma doença, a Covid-19, para a qual a ciência ainda busca respostas. Portanto, todas as formas de prevenção devem ser postas em prática, para evitar o contágio e a disseminação. O uso de máscara, a higienização das mãos, com água e sabão e também com álcool em gel, e o distanciamento são fundamentais para que todos estejam mais protegidos”, orienta.

Retardatários

A titular da Semsa reforça ainda a importância da segunda dose, para completar o ciclo e alcançar a eficácia da vacina. Dados do Departamento de Tecnologia da Informação da secretaria apontam que até a última quarta-feira, 19, mais de 14 mil pessoas vacinadas com a primeira dose, entre os meses de janeiro a abril, estão em atraso com a segunda. “É imprescindível que as pessoas que já tomaram a primeira dose voltem aos nossos pontos, para completar essa imunização. É a segunda dose que vai garantir os efeitos positivos da vacina”, completa.

— — —

Texto – Sandra Monteiro / Semsa

Foto – Altemar Alcântara / Semcom

Nenhum comentário