Últimas

PC cumpre mandados de prisão em envolvidos em homicídio na BR-174

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio das equipes de investigação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), cumpriu dois mandados de prisão preventiva em nome de Cleudo Ribeiro Paes, de 27 anos; e Ricardo Merquides da Silva, 21, envolvidos no homicídio do autônomo Sidivan da Silva Brazão, ocorrido em 9 de maio deste ano. As prisões ocorreram na tarde de quarta-feira (19/05), nas proximidades da Marina do Davi, bairro Ponta Negra, zona oeste de Manaus.


De acordo com o delegado Charles Araújo, titular da DEHS, o crime ocorreu na data mencionada, em um sítio na BR-174, ramal do Caniço, zona rural da capital. Na ocasião, além de Cleudo e Ricardo, havia também um terceiro envolvido no crime, identificado como Izael Miranda Bezerra.

“O fato teria sido motivado pelo envolvimento de Sidivan com a prima de Izael, que é ex-companheira de Cleudo e irmã de Ricardo. O trio, que estava no sítio mencionado, juntamente com o casal, aproveitou que Sidivan estava dormindo, e efetuou disparos de arma de fogo contra ele. Segundo as investigações, Izael seria o responsável pelos disparos. Ele também já tem passagem pela polícia por envolvimento com o tráfico de drogas”, relatou o delegado.

Ainda de acordo com a autoridade policial, foi descoberto que Ricardo teria perdido o celular enquanto fugia do local, o que ajudou as equipes nas investigações. Para despistar os policiais, o indivíduo chegou a registrar um Boletim de Ocorrência (BO), afirmando que havia perdido o aparelho telefônico.

Após as equipes tomarem conhecimento do crime e identificarem os envolvidos na ação criminosa, foi representada à Justiça pelos mandados de prisão preventiva em nome deles, e a ordem judicial foi expedida no dia 17 de maio deste ano, pela juíza Sabrina Cumba Ferreira, da Vara de Execução Penal (VEP).

“Seguimos as diligências e efetuamos a prisão de Cleudo e Ricardo. Vamos dar continuidade aos trabalhos para localizar e prender Izael, que segue foragido e em local incerto”, enfatizou Araújo.

Procedimentos 

Encaminhados à DEHS, eles foram indiciados por homicídio qualificado e, ao término dos trâmites, serão levados para audiência de custódia onde irão permanecer à disposição da Justiça.

Nenhum comentário