Últimas

Criança com AME recebe alta após 2 anos internada em Manaus

 A pequena Ana Júlia, que completa três anos no próximo dia 13, vai poder comemorar o aniversário em casa e ao lado da família, após receber alta do Hospital Infantil Dr. Fajardo, unidade da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), na manhã desta sexta-feira (09). 

A menina, portadora de Atrofia Muscular Espinhal (AME) tipo 1, vai seguir com acompanhamento da equipe multidisciplinar do Programa Melhor em Casa. Júlia estava internada no Dr. Fajardo desde janeiro de 2019, onde passou por exames e foi diagnosticada com AME. No período que ficou hospitalizada, ela passou por procedimentos, além de receber, até o momento, sete doses do Nusinersen (Spinraza), medicação de alto custo específico para o tratamento da AME e autorizado por meio de parecer do neurologista.

Para Ana Milena Medeiros, mãe de Ana Júlia, foram momentos difíceis, de muito aprendizado que agora estão sendo recompensados pela ida da filha para casa. “No começo foi muito difícil, porque eu queria ela comigo e tive que deixar minha filha no hospital, ela foi muito bem cuidada aqui e eu sou muito grata por isso, mas agora ela tá indo para casa ficar perto da família”, comemorou.

Para receber a filha em casa, Ana recebeu treinamento da equipe do hospital para manusear os equipamentos médicos necessários para manter os cuidados. Ela vai contar com a ajuda de uma enteada, formada em enfermagem, da irmã e do marido, que também receberam treinamento. Além do acompanhamento semanal da equipe multidisciplinar formada por um pediatra, enfermeiro, nutricionista, fonoaudiólogo e fisioterapeuta da SES-AM, o programa Melhor em Casa vai disponibilizar materiais para curativos e cuidados.

Os medicamentos e fraldas também serão disponibilizados pelo Governo do Estado, por meio da Central de Medicamentos do Amazonas (Cema).

Programa Melhor em Casa - O programa reúne um conjunto de ações de promoção à saúde, prevenção e tratamento de doenças e de reabilitação, realizadas em domicílio por equipes multiprofissionais. Uma das finalidades do Melhor em Casa é reduzir o tempo de internação hospitalar de pacientes que estejam com o quadro estabilizado, sem agravamento, mas ainda necessitando de cuidados sistemáticos, como curativos, trocas de sonda, medicação, fisioterapia respiratória, entre outros procedimentos terapêuticos ou profiláticos, que podem ser realizados em casa.

 

Nenhum comentário