Últimas

Motoboy é indiciado por divulgar vídeos íntimos após encontros com mulheres

 Um motoboy de 36 anos foi indiciado por divulgar em grupo de whatsApp, vídeos e fotos de mulheres com quem mantinha relações sexuais ou saía para encontros casuais no Distrito Federal, em Brasília.



O compartilhamento acontecia sem o consentimento delas e na maioria das vezes eram acompanhados de frases e expressões depreciativas. Em algumas o motoboy chegava a dar nota ou fazer algum tipo de enquete.


Segundo o G1, a polícia afirma que o acusado estava acostumado a filmar os encontros e a intimidade com elas mesmo sem permissão. Ele foi preso em flagrante e confessou o ato, mas justificou que não sabia que era crime. Desde a denúncia, várias vítimas procuraram a delegacia, mas a polícia acredita que ainda há muitas outras.

"A gente se revoltou com o tanto de pessoas que ele fica expondo, todo mundo tem mãe, tem irmã, pessoas que entram nesse aplicativo, pessoas que saem de um relacionamento e entram com esperança de conhecer alguém", desabafou uma das participantes do grupo que denunciou o homem. 

Nenhum comentário