Últimas

"Senti medo de morrer", diz modelo agredida pelo ex


A modelo Anna Figueiredo, de 23 anos, contou mais detalhes sobre as agressões que sofreu do ex-namorado no Rio de Janeiro. No relato da vítima, ela disse que o engenheiro de 32 anos cometia o crime sempre depois de ingerir bebida alcoólica, sob as mesmas justificativas: ciúmes de outros relacionamentos, de fotos postadas nas redes sociais e do trabalho.


Em entrevista  à Record TV Rio, a jovem disse que após a agressão que gerou a denúncia, ela sentiu medo de perder a vida.


"Quando eu estava quase sem força, ele me soltou dando tapas e socos. Eu senti muita falta de ar, e tentava respirar, mas não estava conseguindo. Ali eu senti medo de morrer."

A jovem também mostrou um áudio em que o agressor fala da violência.

- "Você está me agredindo!", reclamou Anna.


- "Sabe o que faltou na sua vida? Agressão para você virar mulher", disse o agressor.


Neste mês de julho, a modelo sofreu um episódio grave de violência, quando teve uma escoriação no olho. Na ocasião, ela conta que foi espancada. 


O caso tomou grande repercussão midiática depois da empresária ter exposto as agressões nas redes sociais. 


Ela possui mais de 57 mil seguidores.

Em meio à corrente de apoio que recebeu, o jogador Neymar, que é amigo pessoal de Anna Figueiredo, compartilhou o relato. 

Além dele, a agência pela qual a vítima presta serviço prestou solidariedade sobre os ocorridos. 



*Com informações assessoria 

Nenhum comentário