Últimas

Sessão Plenária desta quarta-feira tratou de crimes cibernéticos, instauração de CPI e vacinação

 


Crimes cibernéticos envolvendo fake news, a instauração de uma nova CPI e a vacinação em massa, no Amazonas, foram os temas mais recorrentes entre os deputados durante Sessão Plenária da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), nesta quarta-feira (7).


Ainda sem uma definição sobre a instauração de uma nova CPI na Assembleia para tratar sobre a pandemia do novo Coronavírus, o deputado estadual Fausto Junior (MDB) anunciou a retirada de sua assinatura do pedido de instauração. “Comunico a retirada da minha assinatura enquanto não houver um consenso entre os deputados sobre a linha de investigação da próxima CPI na Assembleia e que seja criada uma única CPI”, afirmou.


Sobre o tema, a deputada estadual Therezinha Ruiz (PSDB) também se disse cautelosa quanto ao assunto. “Assinar um pedido de CPI não pode ser apenas por motivação política, devemos levar em consideração tudo que envolve o assunto e, por isso, tenho sido muito cautelosa”, disse.


O coautor do pedido de CPI da Pandemia na Assembleia, deputado Wilker Barreto (Podemos) falou sobre as linhas de investigação propostas e sobre a restrição do trabalho da nova CPI aos casos de morte por asfixia no pico da segunda onda de Covid no Estado, em janeiro passado. “A CPI da Asfixia, me perdoem a franqueza, é uma CPI governista e posso pontuar item por item o porquê. O nosso pedido de CPI apresentou sete linhas de investigação, porém em meses de espera pela instauração, não me recordo de nenhum pedido de mudança ou acréscimo de linha de investigação”, citou.


Em seu pronunciamento, o deputado estadual Cabo Maciel (PL) parabenizou o Governo do Estado e a Prefeitura de Manaus pelos mutirões de vacinação que têm rendido milhares de doses para a população do Estado.


A deputada Therezinha comemorou a notícia divulgada pela Fundação de Vigilância de Saúde (FVS) que o Amazonas passou 24 horas sem nenhuma morte registrada por Covid-19. “Essa é uma notícia positiva, de esperança e alegria, mas não podemos deixar que o entusiasmo, nos faça esquecer do perigo e relaxar com as medidas de prevenção, até porque já temos sete estados que possuem casos de infecção pela nova cepa do vírus encontrada na Índia”, ressaltou Therezinha.


Sobre crimes cibernéticos, incluídas também as fake news, o deputado Sinésio Campos (PT) repercutiu operação “Aliquam”, que resultou na prisão de membros de uma organização criminosa suspeita de aplicar golpes milionários no Banco do Brasil, propondo uma moção de aplausos à delegacia de Crimes Cibernéticos e às polícias envolvidas. Carlinhos Bessa (PV) também comentou o assunto, falando da dificuldade em se esclarecer este tipo de crime, sobretudo no interior, que sofre com a falta de capacidade técnica para investigar crimes desta natureza.

 

Texto e foto: Diretoria de Comunicação da Aleam

Nenhum comentário