Últimas

Com muito sofrimento, Brasil vence a Espanha e é bicampeão olímpico

É ouro! Após sofrer muito no segundo tempo, o Brasil superou o cansaço, venceu a Espanha por 2×1 na prorrogação e conquistou o bicampeonato olímpico.

Matheus Cunha, recuperado de lesão, marcou ainda no primeiro tempo, Oyarzabal empatou no segundo e Malcom, no segundo tempo extra, deu o título para a Seleção Brasileira


Logo nos primeiros minutos, a Espanha já mostrou que o Brasil precisaria fazer um jogo de paciência. Características do futebol espanhol, o toque de bola e a forte marcação também entraram em campo.


Mas os brasileiros não se acanharam. Pouco a pouco, eles foram igualando o jogo e passaram a avançar suas linhas e ficaram mais tempo com a redonda no pé.


Com o equilíbrio marcando o primeiro tempo, as duas seleções assustaram antes dos 25 minutos. Pelo lado europeu, Diego Carlos quase marcou contra, mas tirou a bola em cima da linha. Para o Brasil, Richarlison aproveitou cruzamento e chutou forte, acertando a rede pelo lado de fora.


E foi o camisa 10 que perdeu uma grande chance de abrir o placar. Aos 35 minutos, o VAR viu pênalti na trombada de Simón em Matheus Cunha e chamou o árbitro para a análise, que apontou a penalidade.


Porém, bastante nervoso no jogo, Richarlison chamou a responsabilidade, pegou a bola, mas chutou muito mal e isolou a oportunidade de abrir placar.


Quando o primeiro tempo já parecia completo, Matheus Cunha mostrou que estava recuperado. Após um grande esforço de Daniel Alves, o camisa nove matou a bola no peito contra dois adversários e chutou no canto direito para abrir o placar.







Com informações metropoles

Nenhum comentário