Últimas

Trágico! Vó baleada ao proteger neto em tiroteio morre em hospital de Manaus



MANAUS - O sentimento de revolta e dor é o que define neste momento os familiares da doméstica Maria Barroso da Silva, de 38 anos, que morreu na madrugada desta sexta-feira (27), após lutar pela vida no Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, na Zona Leste de Manaus.


Ela foi baleada ao proteger o neto, de apenas um ano de idade, durante um tiroteio na tarde de quinta-feira (26), no bairro Cidade de Deus, na Zona Norte, ao ter a casa invadida por criminosos em fuga. 


Conforme a equipe da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), três homens invadiram a casa da vítima no momento em que fugiam de um ataque criminoso realizado por integrantes de uma facção rival.


Os suspeitos conseguiram alcançar os alvos e entraram na casa da doméstica, que estava cozinhando para a família. Na ação, um homem, ainda não identificado, foi executado dentro da residência. Um outro acabou baleado e Maria foi atingida nas costas ao proteger o neto de um ano no meio do fogo cruzado.


A filha dela, a autônoma Ana Paula da Silva, esteve na manhã desta sexta-feira (27), na sede do IML, realizando a liberação do corpo da doméstica. A vítima faleceu às 3h.


"Eu me sinto muito triste porque eu só tinha a minha mãe no mundo. Meu pai morreu em 2007. Ontem ela estava tão feliz, fazendo planos para o fim de semana. Ela estava cozinhando para nós almoçarmos quando a nossa casa foi invadida por criminosos. Minha mãe morreu protegendo meu filho, de apenas 1 ano, ela deu a vida dela pela dele. Fico revoltada porque hoje em dia os bandidos não pensam em ninguém. Porque não ordenaram que a gente saísse de casa. Não deu tempo de nada. Minha mãe foi vítima inocente e eu não desejo que nenhuma família passe por isso", declarou a filha. 


A autônoma lamentou que os sonhos da mãe tenham sido interrompidos desta forma tão repentina e cruel.


"A minha mãe era cheia de vida e agora só vai deixar boas lembranças para nossa família. Eu estou sozinha nesse mundo e a minha mãe morreu no lugar de um bandido. Preciso de Justiça, que as autoridades olhem por esse caso", declarou. 


O corpo de Maria deve ser sepultado nesta sexta-feira (27), no bairro Cidade de Deus, na Zona Norte. O crime será investigado pela equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).




Fonte: emtemp

Nenhum comentário