Últimas

Rocam, criada por Amazonino, completa 20 anos em 2022

Criação da Ronda Ostensiva Cândido Mariano é destaque da semana no resgate das realizações de Amazonino

O Batalhão de Rondas Ostensivas Cândido Mariano (ROCAM) completa 20 anos em 2022. A Rocam foi criada em 2002 pelo então governador Amazonino Mendes para o enfrentamento da criminalidade no Estado com os melhores quadros, viaturas, armamentos e equipamentos.

Logo no primeiro ano de atividades, a Rocam conseguiu reduzir os índices de violência no Estado exercendo o policiamento estratégico e ostensivo nas chamadas áreas vermelhas, que registravam os maiores índices de crimes. 

“Foi uma grande iniciativa de Amazonino. Ele criou um batalhão especial com os melhores policiais e disponibilizou o que existia de mais moderno para a corporação. E o resultado veio de imediato, com a redução da criminalidade”, lembra o coronel Amadeu Soares, que já foi secretário de Segurança do Estado e comandante da Rocam. 

Segundo Amadeu, Amazonino sempre se preocupou com a questão de segurança. Além da Rocam, Amazonino construiu todas as delegacias do interior do estado e praticamente todas as da capital que, no Governo dele, funcionavam 24 horas por dia. 

Os maiores investimentos na Segurança Pública foram realizados nos Governos de Amazonino. “O combate à criminalidade era permanente e o cidadão se sentia seguro. Não existia essa guerra de facções e as forças de segurança eram respeitadas. Quando o assunto é segurança pública, ninguém fez tanto pelo Amazonas quanto Amazonino Mendes”, destaca Amadeu Soares.

Amazonino realizou a maior promoção da história das forças de segurança do Estado em pouco mais de um ano de gestão. Foram quase 10 mil promoções abrangendo: Polícia Militar, Polícia Civil e Bombeiros. No início de 2018, promoveu 1.180 policiais militares em todo estado beneficiando todas as patentes, e finalizou o mandato tampão promovendo 1.010 PMs, zerando a fila de pendências. 


Os detalhes da criação da Rocam estão publicados nas redes sociais de Amazonino Mendes.

Nenhum comentário