Últimas

PC-AM deflagra Operação Auxílio Reclusão e prende três pessoas em Presidente Figueiredo

O grupo extraviou cartões de auxílio emergencial da prefeitura do município e desviou cerca de R$ 600 mil 


A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da 37ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros de Manaus), deflagrou, na manhã desta terça-feira (05), por volta das 9h, a Operação Auxílio Reclusão, que culminou no cumprimento de três mandados de prisão temporária e cinco de busca e apreensão contra um grupo que desviava cartões de auxílio financeiro oferecido pela prefeitura daquele município. 

Durante a ação, foram presos Antônio Ferreira Pontes, 59; Illana Raquel Lima Pontes, 24; Tiago Almeida dos Santos, 36, investigados por integrar o grupo criminoso. 

Conforme o delegado Valdinei Silva, titular da 37ª DIP, a operação foi deflagrada após denúncias anônimas serem recebidas pelas equipes policiais, informando que cartões do auxílio emergencial estariam sendo extraviados da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (Semasc) de Presidente Figueiredo, da qual Tiago era funcionário, e trocados por dinheiro no comércio da cidade. 

A autoridade policial informou, ainda, que o benefício oferecido pela prefeitura do município foi criado em fevereiro deste ano, com o objetivo de ajudar financeiramente cerca de 8 mil cidadãos de baixa renda afetados pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19). 

O auxílio pagava três parcelas de R$ 200, por meio de um cartão alimentação. Durante as investigações, constatamos que cerca de mil cartões foram extraviados e seus valores sacados indevidamente. A quantia desviada pode chegar a aproximadamente R$ 600 mil”, contou o delegado. 

 Ordens judiciais

 Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos em cinco endereços, sendo as casas dos infratores, um supermercado de propriedade de Antônio, a residência da secretária da Semasc, além da sede do órgão.  

 As ordens judiciais foram solicitadas à Justiça e decretadas na manhã desta terça-feira (05/10), pelo juiz Roger Luiz Paz de Almeida, da Vara Única Da Comarca De Presidente Figueiredo. 

 Procedimentos

Os indivíduos irão responder por associação criminosa, furto qualificado, usura pecuniária e peculato e furto. Os três permanecerão custodiados na carceragem da 37ª DIP, à disposição do Poder Judiciário.

Nenhum comentário