Últimas

Polícia impede casamento de servidora, vítima de “Don Juan”

O que era para ser o dia mais feliz da vida de uma servidora da Câmara dos Deputados virou caso de polícia e acabou na delegacia, na manhã desta quarta-feira (5). O casamento dela foi interrompido e o noivo virou alvo de investigação, acusado de cometer estelionato amoroso contra a própria noiva, que trabalha como jornalista na Casa Legislativa.

A abordagem policial ocorreu em Planaltina de Goiás, no dia da celebração do matrimônio. A polícia acredita que o criminoso teria aplicado o golpe em outras servidoras do órgão.

Após intensas investigações, policiais da 8ª Delegacia de Polícia (Estrutural) cumpriram mandados de busca e apreensão contra o autor, suspeito de integrar uma quadrilha de golpistas. Os policiais apuraram que o homem, em conjunto com comparsas, teria forjado uma internação hospitalar para pedir dinheiro à vítima, com quem mantinha o relacionamento.

Em outro momento, uma suposta ex-namorada do Don Juan teria passado a ameaçar o casal. O homem chegou a narrar para a jornalista que, diante da situação, perdeu o controle, agrediu a ex, foi preso e condenado a passar por tratamentos psicológicos. A servidora também teria bancado os custos da falsa terapia.

Os envolvidos confessaram o crime. A polícia estima que o prejuízo pode ter sido de R$ 500 mil a R$ 1 milhão.

Nenhum comentário