Últimas

População desenterra frango estragado de lixão para se alimentar no AM; vídeo chocante


Manaus (AM) – Um vídeo viralizou na internet em que mostra pessoas desenterrando alimento que foi descartado por ser considerado impróprio para consumo. O vídeo, registrado no município de Humaitá, a 590 quilômetros de Manaus, mostra famílias, inclusive crianças cavando o aterro entre os urubus.

Na segunda-feira (10), fiscais da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) apreenderam mais de 5 toneladas de frango que estavam sendo transportados sem nota fiscal e refrigeração, com grave risco à saúde. A carga havia saído de Rondônia e tinha como destino o município de Canutama, a 638 quilômetros de Manaus.

O transportador foi autuado, sendo aplicada uma multa de R$ 300.

A carga foi levada à lixeira municipal, e o descarte teve apoio do maquinário da Prefeitura de Humaitá. Sobre o chão em que o alimento foi enterrado, os técnicos ainda jogaram óleo diesel para inviabilizar o consumo.

Na ocasião, a Adaf alertou que qualquer produto de origem animal que esteja fora da temperatura de armazenamento tem alto risco de causar infecção alimentar, com dores e desconfortos abdominais, náuseas, vômitos, diarreia e febre, entre outros sintomas. 

Depois que o vídeo virou matéria nacional, o gerente de inspeção de produtos de origem anima da Adaf, Rafael Rodrigues divulgou um vídeo explicando o que havia acontecido e fazendo mais um alerta sobre os riscos de consumir o alimento estragado.

“O produto já estava com odores e com a coloração esverdeada. Infelizmente, ocorreu da população local entrarem no lixão e procurarem cavar para retirar esses frangos que já estavam enterrados. Estavam enterrados e tinham despejado óleo diesel para inviabilizar o produto”, disse Rodrigues.



Nenhum comentário