Últimas

Compra coletiva é alternativa para economizar com material escolar


Com o início do ano, surgem os gastos comuns desta época: IPTU, IPVA... Outra despesa bastante conhecida pelos pais e mães é o material escolar. A chegada de um novo período letivo significa renovar os livros e cadernos dos estudantes. Com a alta do dólar e a inflação, a expectativa é que os preços dos itens escolares passem por reajustes de preços em diversos estados.

 

Visando proporcionar maior conforto e comodidade aos colaboradores que têm filhos em idade escolar, a gestão de pessoas do Grupo Sabin busca parceria de desconto com papelarias que fazem a diferença na compra de livros e materiais escolares, contribuindo de forma significativa no orçamento da família.


Esse movimento de comprar o material escolar dos filhos dos funcionários já existe na empresa há 14 anos e contempla todo o Grupo Sabin, uma empresa de medicina diagnóstica sediada em Brasília com mais de 6,2 mil colaboradores em 12 estados e no DF. Em Manaus, são 12 unidades.  "Com a compra coletiva conseguimos ajudar quem trabalha conosco a economizar tempo e dinheiro na busca pelos itens escolares. O bem-estar dos nossos colaboradores é uma das prioridades da empresa", explica Marly Vidal, diretora administrativa e de pessoas do Grupo Sabin.

 

Como funciona o benefício?


Os colaboradores interessados em participar entregam as listas de material escolar para o RH que negocia diretamente com os fornecedores e empresas responsáveis pela venda dos itens da lista. Os descontos podem chegar a 30% do valor original em alguns itens. O valor total da lista pode ser pago em até quatro parcelas sem juros descontadas direto no contracheque. "O propósito do Sabin é inspirar pessoas a cuidar de pessoas. Benefícios como este trazem mais conforto aos pais e mães. Quando temos um colaborador satisfeito e feliz, temos maior engajamento", finaliza a diretora.


Foto: Freepik

Nenhum comentário