Últimas

Em ação policial, grupo criminoso é preso por fraude envolvendo venda de tijolos

As vítimas compravam uma determinada quantia de tijolos e recebiam uma quantidade inferior ao valor investido





Manaus- A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), deflagrou, na segunda-feira (14), ação policial que culminou na prisão, em flagrante, de Israel Alves Figueiredo e Marcos Azevedo Barbosa, ambos de 22 anos, e Wyldeson de Castro Cordeiro, 26 anos, pelos crimes de tentativa de estelionato e associação criminosa, envolvendo fraudes em vendas de tijolos. A ação policial ocorreu no bairro Planalto, zona centro-oeste. 

 

Durante coletiva de imprensa, realizada na Delegacia Geral (DG), na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste, em virtude do dia do consumidor, a delegada-geral Emília Ferraz alertou a população sobre o resguardo para evitar a prática desses golpes e ressaltou o trabalho realizado pelas equipes do 20º DIP. 

 

“A Polícia Civil orienta que os consumidores sempre verifiquem se os sites de compras são seguros, se existe o cadeado na parte de cima e se os vendedores são credenciados. Além disso, aproveito para parabenizar a eficiência e a seriedade dos policiais do 20º DIP, para desmanchar esse grupo, que vinha fazendo inúmeras vítimas pela capital. A PC-AM segue atuante no combate à criminalidade”, ressaltou Emília. 

 

De acordo com o delegado Rodrigo Barreto, titular da unidade policial, o caso iniciou-se como crime cibernético, em razão dos infratores usarem um site de anúncios para ofertar o material por um preço abaixo do mercado. 

 

“Nós iniciamos as investigações há cerca de um mês, ao tomarmos conhecimento que o grupo estaria praticando fraudes com as vendas dos materiais, causando prejuízo patrimonial às vítimas. Elas compravam uma determinada quantia de tijolos e recebiam uma quantidade inferior ao valor investido. Esse produto era adquirido em olarias localizadas no município de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus) e eles revendiam na capital", explicou o delegado. 

 

Ainda conforme a autoridade policial, as diligências para capturar os indivíduos iniciaram-se após duas vítimas comparecerem à unidade policial, relatando que haviam caído no golpe. 

 

“Uma delas comprou 10 mil tijolos e recebeu somente 6.330, já a outra adquiriu mil tijolos e recebeu 500. Esse é o modus operandis deles. Com base nas informações, seguimos em deslocamento para uma possível localidade onde eles estariam situados, ocasião em que efetuamos as suas prisões”, disse o delegado. 

 

Apreensão


Com os infratores foram apreendidos um caminhão, dois mil tijolos e aparelhos celulares. 

 

Procedimentos


O trio responderá por tentativa de estelionato e associação criminosa e ficará à disposição da Justiça.

Nenhum comentário