Últimas

Buscas por paraquedista desaparecido após forte chuva em Manaus entram no oitavo dia


Homem fazia parte de um grupo de 13 paraquedista que fazia um salto, quando a tempestade atrapalhou a descida.





As buscas pelo paraquedista Luiz Henrique Cardelli, de 33 anos, que desapareceu após ser levado por uma ventania durante um salto em Manaus, entraram no quarto dia na manhã desta sexta-feira (21). Ele é advogado e tinha vindo a capital amazonense a trabalho.


Segundo o Corpo de Bombeiros, um comitê de crise foi instalado para acompanhar o caso e cerca de 100 pessoas trabalham nas buscas. Além de embarcações, as equipes também contam com o apoio de duas aeronaves.

Os trabalhos ocorrem na região do rio Negro, entre o Puraquequara e a ponte Jornalista Phelippe Daou. Além do trabalho pelo rio, equipes também se deslocam por terra para encontrar o homem.


A família do paraquedista está oferecendo uma recompensa de R$ 20 mil para quem encontrá-lo. Além da recompensa, a ex-esposa de Luiz Henrique, Jéssica Santos, contou que a família procura por ribeirinhos e pescadores com canoas e rabetas para ajudar nas buscas.


O acidente ocorreu na sexta-feira (15). Cardelli fazia parte de um grupo de 13 paraquedista que fazia um salto, quando a tempestade atrapalhou a descida. Dois paraquedistas conseguiram pousar em solo, enquanto Luiz e outra paraquedista, que morreu no acidente, foram jogados pelo vento para dentro do rio.

Nenhum comentário