Últimas

Irmãos que se perderam na floresta amazônica recebem alta após 21 dias internados em Manaus

Crianças desapareceram no dia 18 de fevereiro em Manicoré e foram localizadas no dia 15 de março, apresentando um quadro grave de desnutrição e escoriações na pele




Os irmãos Gleiçon Carvalho Ferreira, de 9 anos, e Glauco Carvalho Ferreira, de 7 anos, que ficaram perdidos 27 dias em uma área de mata, em Manicoré, receberam alta nesta quarta-feira (6), após 21 dias internados no Hospital Pronto-Socorro da Criança da Zona Oeste de Manaus.


As crianças desapareceram no dia 18 de fevereiro e foram localizadas no dia 15 de março, apresentando um quadro grave de desnutrição e escoriações na pele. Após o resgate, eles foram transferidos para Manaus, onde foram acompanhados por uma equipe da Secretaria de Saúde (SES).


Durante o tempo em que permaneceram no hospital, as crianças receberam tratamento para recuperar o peso perdido. Segundo a equipe que acompanhava os dois, era necessário que eles recuperassem pelo menos 50% daquilo que pesavam antes de se perderem na mata.


Segundo a SES, Gleiçon chegou ao hospital com 18 kg e está saindo com 26 kg. Já o menor, deu entrada na unidade com 12 kg e agora está com 18,7 kg.


Agora os irmãos serão encaminhados para uma casa de saúde indígena da capital. Eles devem retornar para Manicoré na próxima semana.

Nenhum comentário