Últimas

Em 24 horas, SSP-AM registra três grandes apreensões de drogas que somam mais de R$ 14 milhões de prejuízo ao crime

Apreensões são resultados de operações integradas entre as forças de segurança do estado




 

A Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), registrou no estado, nas últimas 24 horas, três grandes apreensões de drogas que totalizam R$ 14,165 milhões de prejuízo ao crime organizado. De forma integrada, as forças de segurança apreenderam neste intervalo, 711 quilos de maconha tipo skunk.

 

A intensificação de repressão ao crime em todo o estado é uma determinação do governador Wilson Lima. Os dados são do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteiras e Divisas (GGI-F). 

 

De acordo com o secretário de Estado de Segurança Pública do Amazonas, general Carlos Alberto Mansur, as polícias do sistema de Segurança atuam, diariamente, de forma integrada com o objetivo de combater a criminalidade. 

 

"É um saldo muito positivo para a Segurança Pública do Estado, uma resposta do trabalho das polícias para a população. Continuaremos, diuturnamente, com os policiais nas ruas, nos rios, em becos e vielas para combater a criminalidade, principalmente, o tráfico de drogas", destacou o secretário. 

 

A primeira grande apreensão durante o intervalo de 24 horas ocorreu na segunda-feira (09/05), por volta das 19h. 


 



A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio do Departamento de Repressão ao crime Organizado (DRCO), com o apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core-AM), deflagrou operação que resultou na prisão de dois indivíduos, de 36 e 42 anos, e na apreensão de 250 quilos de maconha. A ação ocorreu nas proximidades da Ponte Rio Negro, no bairro Compensa, zona oeste de Manaus. 

 

A PC-AM apreendeu o material após recebimento de denúncia anônima, informando uma suposta transferência de drogas do município de Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus) para a capital amazonense. Os policiais apreenderam 240 tabletes de maconha, totalizando 250 quilos de drogas. 

 



Segunda ocorrência 


Uma operação, na manhã desta terça-feira (10), da Polícia Federal (PF-AM), em ação integrada com a Companhia de Operações Especiais (COE), da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), resultou na apreensão de 195 quilos de maconha tipo skunk. 

 

Além disso, na mesma ação, os policiais apreenderam uma balsa em ferro; um rebocador de embarcação; um bote de alumínio; uma carabina calibre 38 e 14 munições.

 

A ação ocorreu durante Operação no Rio Japurá - chamado Caquetá na Colômbia -, um curso de água que nasce na Colômbia e banha no Brasil o estado do Amazonas. Os policiais realizaram abordagem à balsa e lograram êxito ao encontrarem as drogas escondidas no porão de combustível da embarcação. 

 

A operação acontece como resposta à nova rota do tráfico de drogas que usa o rio Japurá para levar, principalmente, maconha do tipo skunk da Colômbia para a capital do Amazonas e, posteriormente, os entorpecentes são encaminhados para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil. 

 

"O tráfico de entorpecentes pelos rios do Amazonas evidencia a responsabilidade e compromisso inabalável da Segurança Pública com a proteção das fronteiras", afirmou o secretário de Segurança Pública, general Mansur. 

 

Integração 


A operação integra o Programa V.I.G.I.A, do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). A ação contou com o efetivo da SSP-AM, PMAM, GGI-F, com apoio da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI). 

 

Terceira ocorrência 


Na tarde desta terça-feira (10), policiais militares das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam) apreenderam 266 tabletes de entorpecentes, no bairro Santo Agostinho, zona oeste de Manaus, e no município de Manacapuru. A ocorrência foi encaminhada para o 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

 




FOTOS: Erlon Rodrigues/PC-AM e Divulgação/SSP-AM  

 

Nenhum comentário